Altas temperaturas combinam com corpo bronzeado

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Veja dicas de como ficar com a cor mais bonita sem prejudicar a saúde

Altas temperaturas combina com corpo bronzeado

O inverno já foi embora e agora com as temperaturas subindo cada vez mais a meta da mulherada é se preparar para pegar um belo bronzeado no verão. Para isso é possível recorrer a uma alimentação adequada ou aos cosméticos.

A Dra. Silvia Takakuwa, médica pós-graduada em dermatologia da Clínica Medical Laser, explica que os cremes bronzeadores são uma excelente opção para deixar a pela com a cor do verão. Eles provocam uma reação química com a queratina da pele, levando ao escurecimento. Para fazer efeito devem ser usados diariamente, até se obter o bronzeado desejado.

"Como a pigmentação é lenta, o efeito é mais natural. Uma recomendação é testar em alguma área antes de aplicar no corpo todo, pois a cor final depende da tonalidade da pele", diz a médica. "O creme bronzeador, se não for bem aplicado, pode levar ao aparecimento de manchas transitórias", alerta. Para quem não terá tempo de se expor ao sol outra opção é recorrer ao bronzeamento a jato.

Quem não quer antecipar o bronzeamento e pegar sol apenas no verão, quando for para a praia ou piscina, Dra. Silvia orienta que a exposição ao sol deve acontecer antes das 10h e depois das 16h, até três vezes por semana. E não abra mão do protetor solar. "Desta forma não haverá ardência e queimadura da pele (vermelhidão). O bronzeamento vai ser lento, mas com maior duração da tonalidade e sem descascar."

Com relação à alimentação quem dá as dicas é o nutrólogo André Veinert, especialista em emagrecimento pela Clínica Health Me Gerenciamento de perda de peso. Ele fala que alimentos ricos em betacaroteno precisam entrar nas refeições de quem quer exibir uma cor bonita no verão. São aqueles amarelados, avermelhados e alaranjados, como cenoura, abóbora, mamão, damasco e betarraba. Algumas folhas também possuem betacaroteno, como couve, agrião e brócolis.

"O betacaroteno ajuda na formação da vitamina A, ligada à produção de melanina, que é a substância responsável pela pigmentação da pele e, consequentemente, pelo bronzeado. Consumindo estes alimentos a pessoa contribui para ter uma cor de pele melhor", explica o especialista.

Os alimentos com licopeno (tomate, melancia, goiaba) também ajudam a potencializar o bronzeado da pele. Essa substância age como antioxidante, protegendo a pele contra raios ultravioletas (UVA e UVB) e evitando a formação de manchas por conta do sol. O licopeno não tem ação na cor da pele, mas age como fator de proteção.

"Também não podemos nos esquecer dos alimentos com vitamina C, por estar ligada à produção de colágeno e à firmeza da pele. Ela está presente na acerola, na laranja, no limão, na tangerina entre outros", diz André.

Todos esses alimentos podem ser consumidos sólidos, como numa salada, por exemplo, ou em forma de sucos. Vale usar a criatividade para prepará-los. Pode ser suco de laranja com cenoura e beterraba; laranja com cenoura; melancia com mamão; acerola com mamão e beterraba; laranja, beterraba e couve; suco de tomate; goiaba com mamão; goiaba com tangerina. As combinações são inúmeras!

O nutrólogo lembra: "No caso do suco, é importante tomá-lo natural (sem adição de açúcar ou adoçante) e na mesma hora em que é feito, para que não perca algumas das suas propriedades. E não se esqueça de tomar muita água natural também."

Seria bom se este tipo de alimentação fosse mantida durante o ano todo, pois só traz benefícios. Mas se a sua ideia é apenas potencializar o bronzeado comece a incluir estes itens nas refeições pelo menos 10 dias antes de tomar sol. Não adianta comer uma cenoura horas antes de ir à praia, porque os resultados não serão os mesmos.

"Depois de tomar sol, mantenha o consumo desses alimentos para que o bronzeado permaneça por mais tempo", orienta o nutrólogo.


Juliana Falcão (MBPress)

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: verão pele bronzeamento

Últimas