Astrid Fontenelle

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Astrid Fontenelle

Espontânea e descontraída, a jornalista Astrid Fontenelle fala sobre a carreira, da sua paixão pela TV, diz que pensa em ter filhos e confessa que a separação do empresário Marcelo Checon, em abril deste ano, foi difícil e dolorosa. Mas força não falta para essa carioca, exemplo de mulher independente.

Muita energia move os 59 quilos bem distribuídos em 1,64 cm de altura de Astrid. Ela cortou sanduíches do cardápio, adora chocolate e afirma que, quando engorda, "é por falta de vergonha na cara". Na carreira jornalística, tempo livre é luxo, mas mesmo na correria, pratica exercícios físicos, faz acupuntura e não deixa de brincar com seu cachorro, Guru.

ENTREVISTA AO CYBERDIET A correria da sua profissão interfere na sua alimentação?

Já interferiu muito, a ponto de eu ter uma infecção bem grave no intestino. Depois disso, aboli os

sanduíches e não deixo de me alimentar a cada três horas.

Você segue alguma dieta especial?

Na verdade, faço um combinado seguindo várias orientações de saúde. Não como carne vermelha e tento seguir o que pude aprender da dieta do tipo sanguíneo (Desenvolvida pelo médico naturopata norte-americano Peter J. D'Adamo, em 1996, essa dieta classifica os alimentos em grupos - benéficos, nocivos e neutros - para cada tipo de sangue). No mais, os clássicos: evito frituras e muito líquido durante as refeições. Para minha saúde, a carne vermelha e chocolate em excesso não são bons. Queijo amarelo derretido também é veneno para mim!

Você é uma pessoa preocupada com a saúde. Faz algum tratamento holístico para o bem-estar?

Adoro essas coisas. Já experimentei e fiz vários tratamentos, mas hoje em dia faço acupuntura seriamente, duas vezes por semana, com o Dr. Jou, que é fera.

O que te levou a procurar a acupuntura? Sentiu muita diferença em sua vida depois que começou esse tratamento?

Comecei logo depois que me separei do Marcelo e fiquei sem dormir durante três dias diretos. Foi barra pesada e a acupuntura me salvou. Quer dizer, o pacote completo do Dr. Jou, que inclui fitoterápicos também (medicamentos cujos princípios ativos são à base de plantas e não foram purificados). Mesmo assim, não me considero uma pessoa ansiosa. Hoje, graças à maturidade, sei contar até dez.

Além disso, o que faz para relaxar?

Amo ficar com meu cachorrinho. Ele se chama Guru. É um Lhasa Apso de sete anos. Ele é todo valentinho, me defende bastante (risos), mas é o cachorro mais carinhoso que conheço. Atualmente, é meu melhor companheiro. Você nunca se sente sozinha com um cachorro em casa.

Já teve problemas com a balança por causa da carreira?

Por causa da carreira não. Por falta de vergonha na cara sim! Adoro chocolate, mas não sou "viciada" como era antes. Consigo não começar a comer, mas se começo... como a caixa inteira! Felizmente não tenho tendência a engordar.

Aos 47 anos, você está em ótima forma. O que faz para mantê-la, além de controlar a alimentação?

Faço exercícios físicos pelo menos três vezes por semana. Atualmente (há três semanas), corro no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Também estou usando o Ultracountour (aparelho de combate à celulite e gordura localizada), o que chegou de mais moderno no Brasil para combater "gordurinhas mal localizadas"! Fiz duas sessões e perdi 2,5 centímetros de diâmetro na barriguinha. É ótimo!

Quais são os seus cuidados com a pele?

Sempre tiro a maquiagem antes de dormir e nunca deixo de passar filtro solar no rosto. Uso um da Lancôme, com fator de proteção 50, específico para o rosto. Também não dispenso o boné quando me exponho ao sol.

Tem outras preocupações com a beleza?

Eu bebo muita, muita água para hidratar. Uma pele hidratada faz toda a diferença. Dou atenção especial também aos dentes. Vou ao dentista a cada seis meses. Além disso, adoro meus cabelos e os hidrato toda semana.

Acha que a idade interfere na carreira?

Não na minha. Sou jornalista e acho que quanto mais velha, mais inteligente a gente fica. Experiência é patrimônio cultural.

Como você encara a sociedade de hoje em relação aos padrões de beleza? Acredita que as mulheres exageram nos cuidados com a estética?

Acho que muitas não conseguem entender o que é a beleza da alma, que de fato existe. Não entendem a beleza de um brilho no olhar. Acabam exagerando e perdendo a noção. Nunca fiz nenhuma plástica e ainda não penso em fazer.

Quem você considera um símbolo de beleza?

Acho a Luiza Brunet linda e a cada dia ela fica mais linda. E não é nenhuma garotinha.

Qual foi o maior desafio de sua carreira?

A implantação da MTV Brasil foi bem importante, mas a cada novo trabalho, sinto o frio na barriga de sempre. É sinal de respeito pela profissão.

Tem algum ídolo?

Admiro algumas pessoas. Na minha turma, a Hebe ainda é imbatível. Quero ser ela quando crescer (risos). A vontade de ser jornalista veio por causa da Glória Maria. Eu a via na TV e queria ser como ela.

Você se identificou mais com qual programa que apresentou?

Recentemente, com o Happy Hour do GNT, que foi o primeiro programa ao vivo e diário do canal. Mas a MTV Brasil era a minha casa mesmo.

Quem você achou muito gratificante entrevistar?

Depois que entrevistei Caetano Veloso no Pé na Cozinha, da MTV, ele me disse que tinha acabado de dar a melhor entrevista dele sobre o livro que estava lançando, o Verdade Tropical (1997). Isso foi ótimo!

Bate- Bola

- MTV - um marco no comportamento da juventude dos anos 90.

- Casamento - um exercício de paciência e honestidade adorável.

- Beleza - gratificante.

- Homossexualismo - uma condição.

- Televisão - meu veículo de comunicação preferido, ainda!

- Sexo - faz bem para a pele.

- Felicidade - uma lambidinha do meu cachorro toda vez que entro em casa. Posso chegar a hora que for, que ele sempre fica feliz.

- Livro de cabeceira - Estou lendo bem devagar a Bíblia.

- Tentação - Chocolate.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas