Aumentam opções de aparelhos invisíveis

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Aumentam opções de aparelhos invisíveis

Segundo a ortodontista Vivian Gaspar, da Clínica J.C. Gaspar, é possível corrigir os dentes em qualquer idade sem parecer um adolescente. Muitas pessoas ainda deixam de corrigir os dentes por não querer usar aparelhos com braquetes de metal. "Tenho pacientes executivos que demoraram anos para corrigir os dentes porque não queriam parecer adolescentes nos compromissos de trabalho. Quem passou dos 30 também reclama do mesmo problema", explica a ortodontista Vivian Gaspar, da clínica JC Gaspar.

Segundo ela, as opções dos chamados aparelhos invisíveis aumentaram nos últimos anos, tornando o procedimento mais seguro e de acordo com as possibilidades de cada cliente. "Hoje não existe mais motivo para ninguém permanecer com os dentes tortos. Nem mesmo a desculpa profissional", completa.

Entre os principais modelos estão os aparelhos cerâmicos, o Invisalign e o Método Lingual (aparelho "invisível"). Os aparelhos cerâmicos contam com braquetes desse material, produzindo um resultado estético mais interessante para o paciente. Os cerâmicos contam com a opção de fio teflon, que pode ser usado pelos pacientes no lugar dos arcos e também são perolados da cor dos dentes. "Uso principalmente quando o paciente terá uma festa ou reunião importante", diz Vivian.

Outra opção para os pacientes é o Invisalign. O aparelho, ainda fabricado totalmente nos Estados Unidos, é uma placa de acetato que deve ser usado 22 horas por dia e retirado apenas para comer. O método não atrapalha a fala, não raspa na boca e não machuca. Com essa técnica, o paciente também tem condições de optar no tratamento.

Um programa em 3D, importado dos EUA, mostra para o paciente a evolução de seu tratamento e como ficarão seus dentes. "Essa técnica trabalha por pressão, empurrando os dentes. Não pode ser usada em todos os casos ou é muito seletiva quanto aos casos que atende", lembra Vivian.

O aparelho lingual ou "invisível", em que os braquetes de metal são montados do lado interno dos dentes, também é uma ótima opção para quem quer corrigir seu problema, sem se sentir com 14 anos, pois é completamente invisível. Nesse caso, a tecnologia atual utilizada nos arcos desse aparelho foi desenvolvida por ninguém menos que técnicos da Nasa.

"Os braquetes foram aperfeiçoados para esse tipo de aparelho, o que não acontecia há 10 anos", explica Vivian. "O paciente quase não sente dor, já que a força feita pelos arcos é pequena e contínua. Isso sem falar na grande vantagem estética", conclui.

"O lingual conquista pacientes que mesmo com os dentes tortos não se submeteriam a nenhum tipo de tratamento que fosse visível, portanto passam pela mesma adaptação e queixas que uma pessoa usuária do aparelho convencional e estão dispostos a terem maior cuidado", diz a ortodontista.

É também a técnica eleita por muitos esportistas nos EUA em função de não haver risco de lesões na boca, principalmente em esportes de contato como futebol, futebol americano, rugby e lutas em geral.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas