Beleza sem risco

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Beleza sem risco

O verão vem chegando e, com isso, começa a busca por um bronzeado perfeito. Cuidar e proteger a pele neste período é fundamental, principalmente durante a exposição. Isso porque ficar "torrando" ao sol, além de causar manchas e envelhecimento precoce, pode provocar câncer de pele. Mesmo assim, 69% da população ainda se expõem ao sol sem nenhuma proteção, segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia, SBD.

Evitar exposição solar entre 10 e 16 horas, usar chapéu, camiseta e filtro solar com fator de proteção no mínimo 15 são medidas fundamentais.

Embora seja fácil de evitar, o câncer de pele é o de maior incidência no Brasil: a previsão do Inca (Instituto Nacional do Câncer) para 2003 é 82 mil novos casos da doença. Os tipos mais comuns são os carcinomas basocelular e espinocelular. O mais agressivo é o melanoma.

Segundo estudo divulgado recentemente no Reino Unido, 10% dos casos de melanoma têm caráter hereditário, mas a principal causa é a exposição inadequada ao sol.

"É preciso conscientizar as pessoas de que este é um câncer que pode ser evitado, basta ter cuidado. Os pais, principalmente, devem ficar atentos, pois se protegerem os seus filhos desde a infância as chances de desenvolvimento da doença são reduzidas em 85%", alerta o Marcio Rutowitsch, presidente da SBD.

Pensando nisso, a SBD realiza, todos os anos, a Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele. A última, realizada em 2002, revelou 2.395 casos no país, a maioria deles (1.201) no sexo masculino. Os homens, aliás, apresentam maior risco de desenvolver a doença justamente porque se preocupam menos em proteger-se: 76,8% dos atendidos afirmaram que tomam sol sem nenhuma proteção, contra 64,2% das mulheres (a pesquisa completa está no site: http://www.sbd.org.br)

Este ano a campanha acontece no dia 22 de novembro, quando serão feitos atendimentos gratuitos em postos espalhados por todo o país. Cerca de mil dermatologistas da SBD participam do evento e sempre que é detectado algum caso, o paciente é encaminhado para tratamento ou cirurgia gratuitamente.

Como identificar o câncer de pele

Estar atento a alguns sinais é importante para a detecção precoce da doença. São eles:

  • Alterações na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida;
  • Pinta preta ou castanha que muda de cor, textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho;
  • Mancha ou ferida que não cicatriza e continua a crescer apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento.
    • Facebook
    • Pinterest
    • Twitter
    • Google+

    Comente

    Assuntos relacionados: beleza verão sol proteção câncer de pele

    Últimas