Botox

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Você sabe como o botox age na pele?

Botox  você sabe como ele age na pele

Muito se escuta falar sobre o Botox, mas as opiniões são muito divergentes e, enquanto umas mulheres amam, outras tantas odeiam e condenam a aplicação da toxina botulínica. Apesar dessa ambiguidade, o tratamento que garante uma pele lisinha e jovem por mais tempo ainda é o mais procurado na hora de amenizar as rugas e marcas de expressão. Mas, se tratando de beleza, não adianta, menos é sempre mais. Por isso, cuidado com os exageros do botox.

Se você ainda não tem uma opinião formada e quer saber mais sobre a técnica e as suas indicações de uso, a cirurgiã plástica, Dra. Cristina Pires Camargo explica que "a toxina botulínica tipo A - princípio ativo do Botox- tem indicações específicas de uso, que muitas vezes podem ser confundidas com outros tratamentos".

Para quem ainda não conhece, o Botox age sobre a musculatura e para alcançar o seu efeito ela deve ser injetada na pele para que penetre e bloqueie a liberação de acetilcolina, substância responsável pela contração muscular, permitindo, assim, o relaxamento muscular temporal. Ou seja, não existe outra forma da toxina agir e, por isso, "somente médicos capacitados devem manuseá-la", lembra a médica.

Outra dúvida bastante frequente acerca das aplicações da toxina é o fato dela 'paralisar a expressão do rosto. Mas, será que isso é verdade? Não, a toxina causa relaxamento temporal do músculo responsável pela formação da ruga, conferindo ao rosto uma aparência rejuvenescida e mais agradável, não a paralisação da face. Entretanto, Cristina ressalta que "apesar do Botox ser popularmente conhecido na área estética pelo excelente desempenho nos tratamentos de beleza e rejuvenescimento facial, sentimos a necessidade de esclarecermos algumas dúvidas e equívocos relacionados ao procedimento", explica.

Então, para deixar a sua vida ainda mais fácil, a cirurgiã fez uma lista com o que é "in" e o que é "out" na hora da aplicação.

O que é IN

Linhas de expressão, pés de galinha, pescoço e bigode chinês - a aplicação da toxina botulínica tipo A suaviza e promove o relaxamento do músculo que provoca as rugas, o que ameniza a aparência cansada e envelhecida do rosto.

Alternativa como tratamento cirúrgico - o Botox pode postergar a necessidade de uma intervenção cirúrgica, pois além de atenuar as rugas de expressão, pode prevenir o surgimento de novas rugas pela reeducação da mímica facial. Ele também é uma boa opção para pacientes que procuram procedimentos menos invasivos ou que buscam resultados eficazes sem períodos longos de recuperação.

Hiperidrose - O botox pode ser usado para controlar o suor excessivo das mãos, pés e axilas. Neste caso, diferente do tratamento para rugas, a toxina botulínica tipo A deve ser aplicada apenas na superfície, para atuar na inervação das glândulas sudoríparas. Na região da axila o tratamento é praticamente indolor, podendo requerer somente um anestésico tópico local. No caso das mãos ou planta dos pés, são usadas técnicas anestésicas e analgésicas que tornam o procedimento mais tolerável.

O que é OUT

Preenchimento de lábios - O Botox não tem a função de aumentar o volume, e sim, promover o relaxamento da musculatura onde é injetado. Para essa finalidade, o mais indicado é o preenchimento à base de ácido hialurônico.

Botox em creme - ainda não existe no mercado nenhum produto de uso tópico capaz de promover os mesmo efeitos de relaxamento muscular da aplicação convencional da toxina botulínica tipo A. Além disso, os cremes (cosméticos) agem superficialmente na pele, melhorando a hidratação e atenuando as rugas mais finas. Já a toxina botulínica tipo A atua diretamente no músculo responsável pela formação das rugas de expressão. Ou seja, os cremes não são capazes de reproduzir resultados comparáveis ao Botox.

Por Paula Perdiz

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas