Bronzeamento natural e saudável

bronzeado saudável

O verão chegou, e é nesta época do ano que as mulheres mais se preocupam com o corpo. Todas querem ficar em dia com a balança e não há uma só que não queira ficar bronzeada, rapidinho, com a cor da estação.

E nesse ponto, precisam de atenção especial.

Para orientar as pacientes mais vaidosas, mas que não deixam de se preocupar com a saúde, médico Marcelo Bellini, membro da Academia Americana de Dermatologia, escreveu o "Manual do Bronzeado Saudável", onde explica como conseguir aquela cor impecável e ainda não prejudicar a saúde da pele.

No manual, ele reitera a importância de se tomar banho de sol somente antes das 10h e após às 16h, mas vale ainda ficar atenta ao horário de verão - nestes casos, o ideal é antes das 11h e após as 17h, porque a radiação dos raios ultravioletas B, os mais prejudiciais, está mais concentrada nessa faixa. "Esses raios podem provocar queimadura, vermelhidão, envelhecimento precoce da pele e até mesmo câncer" alerta o autor do Manual. Já os raios ultravioletas A são iguais durante todo o dia, inclusive nos nublados, por isso é importante usar proteção sempre.

Mas, não importa o horário, sempre use protetor solar (FPS maior que 30), mesmo em peles negras. Ele deve ser passado no mínimo trinta minutos antes de se expor, para que a pele possa absorver o produto. Há marcas de filtros e protetores solar no mercado que são à prova d’água. "Esses possuem uma tolerância de vinte a trinta minutos de permanência" explica Bellini. Ele lembra, no entanto, que estes protetores não são à prova de suor e, por isso, devem ser reaplicados a cada 2 horas. Regiões como orelhas e pés não devem ser esquecidas.

Além dos cosméticos, as chamadas proteções mecânicas também são importantes. Usar bonés, chapéus e camisetas legais podem dar um charme ao visual e ainda proteger a pele.

Existem ainda cápsulas que ajudam na proteção da pele e a conseguir um bronzeado uniforme e duradouro. Segundo explica Bellini, elas são à base de licopeno, betacaroteno e ricas em vitamina C. Um frasco com 30 pílulas custa, em média, R$ 35. Mas, ainda que você tome os comprimidos, o uso do protetor solar continua obrigatório.

Outra dica para manter e potencializar o bronzeado de forma natural é caprichar na alimentação. "Alimentos ricos em betacaroteno como cenoura, abóbora e laranja contribuem para produção de melanina, por isso ajudam a manter o bronzeado. Já as frutas e legumes ricos em vitamina C como acerola, caju e limão, protegem contra a radiação e são antioxidantes" ensina Bellini. Estes alimentos devem ser consumidos no mínimo uma semana antes de começar a temporada de praia, dando tempo ao organismo para absorver os nutrientes necessários. Não adianta tomar um suco de laranja agora e achar que já verá resultado imediato.

Uma orientação importante é sobre a quantidade certa de protetor para um corpo adulto e como deve ser aplicado. Calcule cerca de 35 ml, o que dá uma xícara de café. Esta quantidade deve ser dividida a seguinte forma: uma colher de chá para o rosto, uma colher de sopa para a frente dos braços e tronco, a mesma quantidade para a parte de trás desta região e duas colheres de sopa para as pernas. Agora que você já sabe como se proteger dos males do sol, é só aproveitar o que ele tem de melhor!

Comente

Últimas