Como escolher o protetor solar?

Escolha o protetor solar certo de acordo com o seu tipo de pele

Como escolher o protetor solar

O verão intenso vai chegar em breve e além da preparação para deixar o corpo bonitinho dentro do biquíni, é preciso pensar nos produtos que vão proteger a pele dos efeitos nocivos do sol.

É fato que protetor solar é item básico o ano todo, uma vez que os raios solares atingem nossa pele mesmo nos dias mais nublados. E se você já tem este hábito, é só mantê-lo no verão, estação na qual os cuidados precisam se tornar mais intensos.

Segundo a Dra. Mônica Felici, dermatologista da Clínica Splendore de Campinas, SP, como o filtro solar é determinado pelo fototipo da pele (cor da pele), o mesmo produto que você usa durante todo o ano pode lhe acompanhar durante o verão.

O que muda mesmo é a frequência da aplicação. "Se a mulher tiver uma exposição mais intensa, como na praia ou piscina, deve repassar o produto a cada hora ou após cada mergulho. De preferência nas áreas mais expostas, como rosto, braços, pescoço e mãos", explica a especialista.

Se você não quiser carregar diferentes produtos na bolsa, pode aplicar o mesmo no corpo e no rosto, desde que os tipos de pele sejam iguais. Um produto muito cremoso, por exemplo, não pode ser usado no rosto de quem tem a pele mista ou oleosa.

"Quem tem pele oleosa pode recorrer aos produtos em gel ou gel creme", orienta Dra. Mônica. Já as mulheres que sofrem com a pele seca podem usar filtro solar em emulsão ou creme. "Eles protegem sem deixar o rosto ou corpo com a sensação de repuxo", diz.

Para quem tem a pele mista a médica indica os protetores em creme, pois essas fórmulas possuem hidratante, diferentemente dos protetores em gel. Mas a especialista faz um alerta para quem vai usar emulsão e gel: "Protetor solar não substitui o hidratante. Por isso, passe um creme no rosto e no corpo pelo menos 15 minutos antes do protetor".

Há mulheres que prefiram os filtros solares em spray. Porém, dra. Mônica o indica para o público masculino. Por conta dos pelos, essa versão do produto é mais fácil de ser aplicada.

Na hora de escolher o FPS, a dermatologista recomenda no mínimo 50 para peles muito brancas e 30 para as mais morenas. Esse fator não é alcançado pelas maquiagens que trazem em sua composição uma proteção solar. Por isso, elas não substituem o filtro tradicional.

"Se você não abre mão da maquiagem a alternativa é usar um filtro solar com cor. Hoje há muitas opções no mercado. E para alcançar o FPS desejado, a mulher pode aliar outro produto de, no mínimo, FPS 30."

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente

Últimas