Declare Guerra aos pêlos

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Declare Guerra aos pêlos

Existe uma situação em que, por mais que fujamos, a solução é sempre dolorida e desconfortável. Pêlos. Antigamente essa era uma circunstância exclusivamente feminina, mas hoje - tempos modernos - homens já dividem o martírio de arrancar pêlos e manter a pele lisinha.

Nessa guerra não há vencedores - a não ser por um curto período onde você usufrui da sensação de pele livre. Cada tentativa diferente é uma nova batalha. Cyber Diet, compadecido desta luta solitária que você trava todos os meses, resolveu fazer um Guia de Extermínio para Pêlos, mostrando todos os caminhos possíveis e dicas para sofrer menos durante o martírio.

Para começar, saiba quem é o seu inimigo. O pêlo é uma produção filiforme da epiderme que cobre a pele. Cada pêlo possui na sua raiz uma glândula sebácea. Eles se dividem em três grupos: a penugem fina, curta e frequentemente não pigmentada; o pêlo intermédio, pigmentado e mais comprido, que se situa nos braços e nas coxas; o pêlo terminal, comprido, espesso e pigmentado situado ao nível das axilas, do púbis, no crânio e rosto (cabelos, pestanas e sobrancelhas).

O cabelo, por exemplo, tem duração de cinco a sete anos. Mas isso varia de acordo com a pessoa, níveis de estresse ou problemas de saúde. Alimentação sadia é o melhor remédio. Outros pêlos do corpo têm o seguinte ciclo de vida:

  • Nas pestanas e sobrancelhas: de 140 a 150 dias.
  • Nas axilas: aproximadamente 200 dias.

  • Nas pernas: cerca de 20 a 25 semanas.
  • Na virilha: podem durar até dois anos.
  • Detectado o inimigo, resta escolher as armas que você usará para exterminá-lo. E muitas são as opções. Escolha a sua e aniquile o inimigo. Mesmo que temporariamente.

    • Facebook
    • Pinterest
    • Twitter
    • Google+

    Comente

    Últimas