Depilação para homens

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Por questões de higiene e para agradar à parceira, homens decretam o fim dos pelos!

Depilação para homens

Bem mais esclarecidos, os homens se renderam ao mundo da cosmética. De acordo com uma pesquisa de mercado realizada pela Nielsen os produtos para este público representam 37% do volume de vendas das categorias de higiene e beleza. Alguns procedimentos estéticos também caíram no gosto masculino. A depilação, por exemplo.

Danyelle Van Straten, Diretora Executiva da Depyl Action, empresa do ramo que dedica parte de sua estrutura aos homens, lembra que a depilação masculina começou no fisiculturismo, uma vez que os praticantes viam a necessidade da raspar os pelos no tórax e abdômen para mostrar as definições dos músculos.

"Depois os nadadores passaram a retirar o pelo do corpo para aumentar o desempenho físico. A cada dia, mais homens estão procurando nossos serviços, não somente por causa de competições esportivas, mas por questões de higiene e bem-estar e também por conta das reclamações das mulheres, que se sentem incomodadas com os pelos durante o contato físico", diz.

Henrique Randow, 35 anos, jogador de voleibol, se depila desde os 30. Tudo começou por conta de uma tatuagem na perna. "Eu achava que os pelos atrapalhavam, aí minha mulher passou a mão e disse que havia gostado. Aí virou costume, a pele fica mais gostosa, melhora o toque. Até para praticar esporte eu sinto que melhorou", explica.

Henrique conta que não possui muito pelo nos braços, tórax e costas, por isso depila apenas as pernas e a região íntima a cada cinco ou seis semanas. "Não sou neurótico como as mulheres quanto a isso. Se minha esposa diz que está na hora, eu depilo."

Geralmente as áreas mais procuradas na Depyl Action são barba e tórax. A região intima, hoje, também faz sucesso entre o público masculino, principalmente durante o verão, já que o excesso de pelo nessa parte do corpo aumenta a transpiração, causando assaduras. "Pesquisas também indicam que a depilação dessa área é aprovada por 90% do público feminino", lembra Danyelle, comprovando a influência da mulher na decisão dos homens na hora de aparar os pelos.

Na clinica é usada cera morna, à base de mel e própolis. Por ser 100% natural, não há relatos de reações alérgicas em relação à cera. O que acontece é que, quando a pele é muito sensível ao calor ou está desidratada, o pós-depilatório pode ocasionar uma coceira intensa. Neste caso, o recomendado é ingerir bastante líquido e usar hidratante.

Há homens que ainda resistem à depilação, mas dizer que é por causa do dor, definitivamente, não é desculpa. "Existe, talvez, o medo de os amigos tirarem sarro, mas acho que depilar ou não também depende muito da personalidade. Ninguém me zoa, pois sabe qual é a minha postura sobre isso", diz Henrique.

Juliana Falcão (MBPress)


  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas