Depilação prolongada

Fotodepilação é a melhor técnica para quem sofre com excesso de pelos

Depilação prolongada

As mulheres que sofrem com o excesso de pelo sabem que é impossível passar um mês sem encarar a depiladora, principalmente durante o verão. É justamente nessa hora que os cuidados com a beleza nessa área ficam ainda maiores e as mulheres começam a procurar novas técnicas mais duradouras de depilação. No entanto, o cuidado com a remoção de pelos deve ser essencial, evitando que a solução crie um problema no futuro, por exemplo, os pelos encravados.

De acordo com o dermatologista Fernando Sperandeo de Macedo, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional São Paulo (SBD-SP), "para as mulheres, é importante observar qual o tipo de método depilatório (cera, lâmina, cremes, entre outros métodos) irrita menos a pele. A escolha do melhor método varia de acordo com cada indivíduo e seu tipo de pele", esclarece.

Com a promessa de ser menos dolorida, a fotodepilação garante eliminar os pelos de forma duradoura através da Luz Pulsada Intensa (LPI). Segundo a dermatologista da D´pil, Fernanda Daniela Moreira, a fotodepilação proporciona um tratamento efetivo em diversos tipos de pele e cor de pelo. "A Luz Pulsada Intensa consiste na emissão de uma luz mista, com vários comprimentos de onda, permitindo personalizar o procedimento de acordo com o perfil de cada cliente", informa.

Apesar do método ser frequentemente confundido com a depilação a laser, eles possuem pontos bem distintos, mas a principal diferença é que o laser emite uma concentração de energia maior no local que age também sobre a pele tornando o tratamento doloroso, enquanto a fotodepilação é um tratamento totalmente indolor.

Em relação aos métodos convencionais de depilação, como a cera e lâmina, a Luz Pulsada Intensa ainda apresenta mais um benefícios. Ela auxilia no clareamento da pele manchada e elimina os problemas de foliculite (infecção bacteriana causada pela raspagem dos pelos). Ou seja, vai te deixar mais bonita e muito mais feliz, já que o sofrimento e as manchas vão ficar só no passado.

"O sistema de fotodepilação tem sido denominado como mais seguro e eficaz do que os procedimentos convencionais", esclarece a dermatologista que explica que o número de recomendação média é de quatro a oito sessões de 40 minutos, com intervalos de 30 dias, sendo que os resultados são perceptíveis já na primeira aplicação.

Por Paula Perdiz

Comente

Últimas