Fafy Siqueira

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Fafy Siqueira

A humorista Fafy Siqueira sempre enfrentou problemas com a balança.

Ela conta que foi uma criança magra, mas que já na adolescência começou a brigar com um constante sobrepeso. Mas, um susto com a pressão arterial alta fez com que Fafy mudasse seu estilo de vida e sua rotina alimentar. Introduziu exercícios no seu dia-a-dia, um novo cardápio e buscou apoio na terapia. O resultado foi 23 quilos a menos.

ENTREVISTA AO CYBER DIET

Você emagreceu muito recentemente. Qual foi o resultado?

Emagreci 23 quilos e há um ano e meio venho mantendo.

Você é muito gulosa?

Sou muito. Por isso desta vez procurei a ajuda de uma terapeuta.

Procurou um psicólogo?

Sim. Cheguei lá e disse: cansei de ser gorda! Quero que a minha cabeça entenda quando eu estiver satisfeita.

Por quê?

Porque percebi que eu era compulsiva. A comida para mim era

como a cocaína para um viciado. Eu comia escondido. Em 1999

tive uma depressão e cheguei a 86 quilos. Eu compensava tudo na comida, como muita gente faz.

E o que fez você sentir a necessidade de emagrecer?

Hipertensão. Meu médico me deu um ultimato. Ou emagrecia ou morria. Minha pressão era 19, 20. Minha magreza hoje é sustentada pelo meu medo de morrer!

O que exatamente fazia você perder a cabeça?

Salgadinhos de festa, empadinha, biscoitinhos, salaminho com provolone. Sou filha de portugueses. Gosto de comida com

gordura.

É o que sente mais falta quando está em dieta?

Sinto falta de refrigerante. Sou uma "refrigeróloga". Adoro beber com a comida.

Você cozinha? Quais suas especialidades?

Cozinho o básico. Faço um estrogonofe maravilhoso. Não esses picadinhos que o povo joga um creme de leite e diz que é estrogonofe. Faço um flambado no conhaque.

Você introduziu algum tipo de exercício físico na sua rotina?

Sim, mantenho também com exercício físico. Faço hidroginástica e alongamento.

Você ainda está em dieta?

Agora estou perdendo uns quatro quilos que ganhei.

Qual, na sua opinião, é o caminho para quem quer emagrecer e conquistar o corpo ideal?

Procurar apoio de um psicólogo como eu fiz. É muito chato fazer regime. Por isso é melhor fazer com apoio. Exercício físico e reeducação alimentar são fundamentais, também. Mas a cabeça comanda tudo, por isso acredito no acompanhamento de terapia.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas