Gravidez requer cuidados especiais

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Gravidez requer cuidados especiais

Durante a gravidez muita coisa muda no seu corpo. Saiba como se cuidar!

Para muitas mulheres, a gravidez é o momento mais sublime. É por essa razão que algumas dicas e informações são sempre úteis para que a gravidez seja um instante de pleno conforto. Veja o que fazer, antes e depois do parto, para seu corpo voltar ao normal de maneira saudável.

Acne e pele oleosa

Mesmo que sua pele tenha até melhorado durante a gravidez (o que acontece com a maioria das mulheres), é possível que no pós-parto ela venha a apresentar muita oleosidade. Com a readaptação do corpo ao seu estado normal e a diminuição dos hormônios femininos, a pele que era macia e aveludada pode ficar mais oleosa.

Você tem vários recursos para resolver o problema:

1. Limpeza e tonificação com produtos específicos para pele oleosa.

2. Uso de filtro solar durante o dia; à noite, renovador à base de ácido glicólico ou retinóico e seus derivados (retinol, retinaldeido, adapaleno).

3. Aplicação de antibiótico tópico ou peróxido de benzoila em caso de espinhas. A limpeza de pele só precisa ser feita se o rosto apresentar cravos.

4. Dar preferência sempre à emulsão oil free, gel ou gel creme. Não use cremes, que podem piorar ainda mais a pele oleosa, causando a acne cosmética por obstrução dos poros.

Estrias

Causadas por um estiramento excessivo da pele (que faz romper fibras colágenas e elásticas), elas surgem no final da gestação, geralmente na última semana. As áreas mais afetadas são o abdômen, as nádegas, a raiz das coxas, o quadril e as mamas aí elas podem aparecer também durante a amamentação. O aumento do volume corpóreo e a produção de cortisol são as causas determinantes, mas a predisposição genética tem papel importante. Prova disso são os casos em que as estrias não aparecem mesmo com aumento significativo de peso.

Para evitar (ou diminuir) a ocorrência de estrias, é fundamental garantir, durante a gravidez, o aumento de peso de apenas 1 kg por mês e usar hidratante nas áreas de risco diariamente. Se essas medidas não surtirem resultado, após o parto procure uma clínica especializada. O tratamento que pode ser realizado durante a amamentação consiste em aplicação de ácido retinóico associado a peelings superficiais (a cada 15 ou 30 dias) e vitamina C injetada ao longo da estria para ajudar na recuperação da derme e na formação de novo colágeno. As sessões são semanais, com uso de anestésico local.

Varizes

Na gravidez, a compressão exercida pelo volume abdominal, dificultando o retorno venoso, é o fator que desencadeia as antiestéticas (e muitas vezes doloridas) varizes e, se já existe uma predisposição genética, o problema tende a aumentar a cada gestação. Uma medida benéfica é a atividade física com trabalho aeróbico, que fortalece os músculos dos membros inferiores e facilita o bombeamento dos vasos sanguíneos. Você deve também considerar a possibilidade de cirurgia, especialmente se não planeja ter mais filhos.

Gordura localizada, celulite e inchaço

Mais comum no quadril, na cintura e na coxa, a gordura localizada também vai desaparecendo à medida que a mulher perde peso ao longo dos seis meses pós-parto. Para ajudar nesse processo, é importante exercer uma atividade física (localizada e aeróbica), fazer alimentação balanceada e fracionada ao longo do dia e beber muita água (2 litros). São muito úteis também uma ou duas sessões por semana de drenagem linfática, pois ela vai impedir a estagnação de líquidos, que piora a micro-circulação local, gerando a celulite.      

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas