Gustavo Borges

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Gustavo Borges

O ex-nadador Gustavo Borges, já deu muitas alegrias ao Brasil. Integrante da delegação brasileira nos Jogos Olímpicos de 1992, 1996, 2000 e 2004, ele conquistou quatro medalhas nas competições de natação: duas de prata e duas de bronze e encerrou sua carreira nas águas em 2004, na Olimpíada de Atenas.

Pai de dois filhos, Gustavo garante que o nascimento de Luiz Gustavo e Gabriela, frutos da união com a também ex-nadadora espanhola Bárbara Borges, mudou sua vida. Como esportista, ele incentiva os herdeiros a praticarem esportes. "Acho fundamental, pois independentemente de estar na elite do esporte, os ensinamentos da prática organizada ensina muita coisa", declara.

O ex-atleta deu suas primeiras braçadas quando tinha cerca de dez anos de idade, na Associação Atlética Ituveravense, interior de São Paulo, em 1982. Na adolescência, morou em

Jacksonville e estudou na Universidade de Michigan, nos Estados Unidos. Lá, Gustavo Borges foi guiado por Jon Urbanchek, que já treinou outros grandes nadadores.

Longe das piscinas, o ex-nadador reside em São Paulo e administra algumas academias que levam seu nome. A "Gustavo Borges Academia" existe em Curitiba, nos bairros de Barigui e Tarumã, e em São Paulo, no Morumbi.

Em entrevista ao Cyberdiet, ele conta que mantém os 97 quilos distribuídos em seus 2,03m de altura praticando esportes diariamente. "Faço natação, corrida e musculação. Aos finais de semana, eu jogo tênis", diz o ex-atleta, de 35 anos, que admite não poupar nada nas refeições. "Eu costumo comer de tudo. E nunca deixo carne fora do meu cardápio".

ENTREVISTA AO CYBERDIET Quais são seus hábitos alimentares?

Eu costumo comer de tudo. Faço três refeições diárias e intercalo com três lanches. E nunca deixo carne fora do meu cardápio.

Você ainda se exercita?

Faço natação, corrida e musculação. Aos finais de semana, jogo tênis.

Quais cuidados básicos você tem com sua saúde?

Procuro fazer exercícios diariamente, tenho uma boa alimentação e tomo cuidados com o sol. Também não fumo, cuido da minha saúde.

Como foi sua adolescência? Você queria mudar alguma coisa em seu corpo?

Acho que sim. Sempre fui muito grande e magro, tenho 2,03m de altura. O esporte me deu uma estrutura física melhor.

Quer mudar alguma coisa hoje em dia?

Sim, gostaria de fazer mais exercícios.

Você é vaidoso? O que costuma fazer pela beleza?

Não sou muito vaidoso. Só costumo passar gel nos cabelos e uso loção pós-barba.

Acredita que o fato de ser um ex-atleta te ajuda a manter a boa forma?

Sim, ser um ex-atleta ajuda na boa forma. Só que precisa ser feito um trabalho constante de exercícios para manter essa forma.

Qual foi o fato mais marcante em sua carreira como nadador?

As quatro medalhas olímpicas que ganhei: de prata nos 100 metros livre nos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992, a de bronze nos 100 metros livre nas Olimpíadas de Atlanta, em 1996, e a de prata nos mesmos jogos, só que nos 200 metros livre, e a de bronze no revezamento 4 x 100 metros livre no ano 2000, nos Jogos Olímpicos de Sydney.

Você tem dois filhos. O que a paternidade mudou em sua vida?

A paternidade me deixou mais focado nas coisas importantes da minha vida.

Você incentiva seus filhos a praticarem esportes? Acha importante na formação deles?

Acho fundamental, pois independentemente de estar na elite do esporte, os ensinamentos da prática esportiva organizada ensina muita coisa.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas