Lipocavitação

Conheça este procedimento que promete eliminar a gordura localizada

Lipocavitação

São inúmeros os tratamentos estéticos corporais oferecidos em clínicas estéticas. No entanto, ultimamente, o mais comentado é a lipocavitação. Isto porque o procedimento promete resultados significativos logo na primeira sessão. Mas o que ele faz exatamente? Há algum tipo de contraindicação? Quais são os cuidados necessários depois das sessões para manter os bons resultados?

"É um tratamento que elimina gordura localizada utilizando um aparelho de ultrassom", explica Nidia Gonçalves, gerente da Clínica Dicorp da unidade Barra, no Rio de Janeiro, adicionando que ele pode ser feito em diferentes partes do corpo, como coxas, flancos, braços, barriga e costas.

Isso acontece porque as membranas das células de gordura são "implodidas" e, dessa forma, ela pode ser expulsa. Parte dela é eliminada por meio da urina, enquanto a outra vai para a corrente sanguínea. Por isso, há uma elevação do nível de colesterol.

Logo, é necessário um pouco de cuidado. "Durante a realização do procedimento, recomendo seguir um cardápio com pouca gordura e também rico em fibras e água, para que a gordura que já está na corrente sanguínea seja totalmente eliminada. Também é fundamental fazer exercícios físicos", diz Nidia.

Em razão dessa alteração no colesterol, antes de fazer a lipocavitação, deve-se consultar um profissional qualificado para uma avaliação prévia. "Não são todos que podem fazer. Alguns exemplos são grávidas, diabéticos e aqueles que têm doenças cardíacas", explica a gerente da Clínica Dicorp.

Mas para aqueles que não têm impedimentos, ela é altamente indicada, afinal possibilita que a gordura localizada que não foi perdida com exercícios físicos nem com dietas seja eliminada. Assim, há uma opção para conseguir o corpo desejado, acabando com aqueles pneuzinhos persistentes e, o melhor, sem dor ou cirurgia.

Quanto ao prazo para a obtenção dos melhores resultados, Nidia ressalta que dependerá dos desejos do paciente. "No entanto, são indicadas, no mínimo, 10 sessões, que devem ser feitas, pelo menos, duas vezes ao mês. Os resultados podem ser vistos logo na primeira sessão e ocorrem de forma progressiva", ressalta.

A profissional finaliza dizendo que cada sessão do tratamento custa, em média, entre R$ 100 e R$ 200. Além disso, sugere acrescentar na conta o valor de drenagens linfáticas, que não são obrigatórias, mas garantem a eliminação da gordura, evitando problemas com o nível do colesterol e, consequentemente, ajudando no sucesso da lipocavitação.

Fernanda Oliveira (MBPress)

Comente

Últimas