Livre-se das manchas

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Livrese das manchas

Ficar horas na frente do espelho passando cremes e maquiagens, para tentar esconder as manchas do rosto é o que acontece diariamente com quem convive com o melasma.

Mas o que é isso? A melasma é um distúrbio de pigmentação caracterizado por manchas de

cor marrom-claras a escuras, que aparecem predominantemente em áreas do rosto expostas ao sol.

O problema, também conhecido como cloasma, panos ou máscara gravídica, surge por influência de fatores que podem ser genéticos ou circunstanciais como a gravidez, a exposição excessiva ao sol, alterações hormonais ou uso de anticoncepcionais.

Mas existem tratamentos cada vez mais modernos estão ajudando a colocar fim ao distúrbio. O medicamento apresenta uma combinação de substâncias como hidroquinona, ácido retinóico e corticóide. "Ele atua sobre a doença inibindo a produção desenfreada de melanina, promovendo renovação celular e clareando as manchas," diz a dermatologista Karime Hassun, da Universidade Federal de São Paulo, Unifesp.

Quem já atestou o produto concorda. A professora Jéssica Garcia percebeu as manchas no rosto logo depois da primeira gravidez. Desde então começou a testar tratamentos. "Já passei milhares de produtos no meu rosto, mas nada fazia melhorar as manchas na minha pele", conta.

A professora não esperava o resultado. "Usei por dois meses e foi o suficiente. As manchas quase desapareceram. Eu não acreditava no resultado. Afinal de contas foram anos de testes, para manter o efeito. Passo hidratante diariamente", diz Jéssica.

O produto é fácil de usar, causa pouco efeito colateral e é efetivo em relação ao custo. "O sucesso clínico do tratamento pode exigir tempo e os pacientes devem ser advertidos contra expectativas elevadas à curto prazo. As substâncias são aplicadas habitualmente uma ou duas vezes por dia e é comum que os primeiros resultados comecem a se manifestar apenas após seis a oito semanas de tratamento", diz Karime.

O melasma não apresenta nenhum problema interno, mas por tratar-se de uma mancha escura em áreas visíveis como o rosto, passa a chamar a atenção, chegando a promover problemas de ordem emocional.

Proteção

Como existem diversos fatores envolvidos no surgimento do melasma, é difícil prever seu aparecimento. "Porém, sua exarcebação e o surgimento de manchas futuras pode ser

prevenido evitando-se a exposição aos fatores desencadeantes - contraceptivos, sol, ect. O uso de um fotoprotetor com FPS mínimo de 30 é indicado em todos os casos, principalmente quando a exposição solar é inevitável", afirma a dermatologista.

Segundo a médica, depois que as manchas do melasma desaparecerem, ainda é necessário muito cuidado: "É necessário utilizar uma terapia de manutenção. Ela serve para evitar a exposição à radiação ultravioleta".

Somente um profissional habilitado, após um exame minucioso e seu conseqüente diagnóstico, pode prescrever o correto tratamento para o melasma, bem como para outras doenças. "Por esta razão, consulte sempre um dermatologista. Além disso, após todo tratamento, ao persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado", aconselha Karime.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas