Mantenha o cabelo liso sem correr riscos

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Mantenha o cabelo liso sem correr riscos

A utilização do formol, substância apontada como tóxica pelo Instituto Nacional do Câncer, não é mais obstáculo para as mulheres que querem ter os cabelos lisos, sem riscos de saúde

O formol é utilizado em muitos produtos e salões que fazem a escova progressiva, método que alisa cabelos ondulados e cacheados. No entanto, o produto pode causar reações alérgicas e chegou a ser vetado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Como alternativa, já liberada pelo Ministério da Saúde, surgiu um produto que não usa formol, mas promete o mesmo efeito utilizando proteínas ácidas. "O produto possui formulação exclusiva com polímeros catiônicos e proteínas ácidas.

Ele permite a mudança temporária da estrutura capilar sem prejudicá-la", explica Patrícia Corsi, gerente de marketing da divisão profissional da Niasi.

Adepta do processo, a empresaria Fabiola Carneiro, 28 anos, conta que fez a escova progressiva com uso do formol e agora fez com as proteínas ácidas. "Os dois ressecaram o meu cabelo, mas com as proteínas, os danos foram menores", diz a empresária.

O produto oferece duas opções de aplicação. "Para os fios mais rebeldes e difíceis de alisar, aplica-se primeiro uma fórmula com etanolamina, um ingrediente que abre a cutícula e facilita a penetração dos ativos. Na próxima etapa, os cabelos são lavados com um xampu de limpeza profunda e, por último, recebem um complexo com nanopartículas de queratina e silício, responsáveis pela defrisagem" explica a gerente.

A escova e a aplicação da prancha finalizam o alisamento. "O cabelo apenas ondulado ou cacheado dispensa o primeiro passo do processo. O efeito liso dura mais ou menos 20 lavagens", diz Patrícia Corsi.

O procedimento completo leva, em média, cerca de três horas.

"Mas tudo depende do tamanho do cabelo e das condições do mesmo", afirma a cabeleireira Janiele Giovanelli.

Como em qualquer procedimento químico, é preciso fazer um teste em uma mecha de cabelo antes de submeter os fios à nova escova progressiva ou qualquer outra escova. "O correto é aplicar o produto, deixar agir por algum tempo e depois avaliar a elasticidade da fibra capilar", diz Janiele.

Pós-processo

Segundo a cabeleireira, não é aconselhável lavar os cabelos por 48 horas, não prender nem colocar os fios atrás da orelha. "Essas são as principais medidas recomendadas, mas, além disso, é aconselhável também fazer hidratação no cabelo a cada 15 dias", aconselha Janiele.

"A técnica deve ser refeita de dois a três meses em geral, dependendo da rapidez do crescimento do cabelo, já que após esse período os fios voltam ao estado natural", explica a cabeleireira.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas