Maquiagem para pele negra

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Maquiagem para pele negra

As mulheres negras e morenas têm sido alvo de novos olhares. Os observadores em questão são a indústria e o mercado de cosméticos. Nos últimos anos, novos produtos foram lançados, voltados para as diferentes características de cada tipo de pele. "Hoje em dia há uma série de tons para se maquiar uma mulher negra", conta o maquiador Alê de Souza.

"Antigamente havia um problema grande com maquiagens para pele negra. Quando se usava base e pó, a pele ficava cinzenta, ou até muito preta. Os produtos não eram adequados para esse tipo de pele", continuou o profissional.

Segundo dados do IBGE, os negros e pardos no Brasil representam 45% da população, aproximadamente, tornando-se um ótimo mercado para as empresas do setor.

"Não conseguíamos atender esse tipo de pele, mas entraram no mercado uma base chamada Cannelle, mais escura, e também um pó compacto, Café, para pele negra. Entraram justamente pela chamada do público", explica Meire Perrone, vendedora técnica da Payot, com referência aos últimos lançamentos de sua empresa.

A procura também é sentida pela Lancôme. "Temos muitas consumidoras de origem afro, procurando ter o glamour e as cores da maquiagem", conta Priscila Monteiro, relações públicas da empresa.

Mesmo quem usa itens específicos confirma essa facilidade para encontrar os produtos. O investimento no setor é confirmado pela publicitária Erediana Alves, uma bela negra de 25 anos. "Cresceu bastante (a oferta), nos últimos dois anos. Estão investindo nesta área. Não sei dizer o porquê, mas está crescendo".

Esse crescimento agrada Alê de Souza. "O que tem de mais bacana é essa consciência do mercado de que não existe um tipo de negro, mas sim um milhão de tonalidades", comenta. A consciência citada pelo maquiador, porém, é nova. "É um pouco recente. Essa preocupação com esse mercado é de três, quatro anos para cá. Eles perceberam que precisavam olhar para esse público", continua.

Cores

"Eu uso tudo marrom, para combinar com minha cor. Colorido não combina para mim. Base marrom, batom cor de pele. Lápis eu uso mais colorido", conta Erediana sobre o que costuma usar.

Para Priscila Monteiro, da Lancôme, as cores estão presentes entre as mulheres negras. "É uma questão de gosto, como a mulher prefere. Antigamente havia um mito de que as mulheres negras deveriam usar um tom de cobre, mas hoje em dia isso é furado".

Profissional da área, Alê de Souza explica que a nova tendência da moda não diferencia mulheres de pele mais clara ou escura. Para o maquiador, o principal é manter uma aparência natural.

"Na real, existe uma tendência de maquiagem mundial com um ‘natural look’, não cobrindo muito a pele, fazendo mais transparente, valorizando tanto o olho e a bochecha. Isso é mais mundial", analisa.

Cuidados

Todas as mulheres, negras e morenas também precisam ter cuidados especiais com a pele. Mas de acordo com suas próprias características. "A pele negra tem algumas características exclusivas dela. Ela é mais espessa, tem mais melanina, com maior proteção solar, e tem uma grande oleosidade, o que provoca uma tendência à acne", explica o dermatologista Otávio Roberti Macedo.

O medo da acne, inclusive, aparece na publicitária Erediana. "Cuido da pele em casa. Uso um sabonete para cravos e espinhas, lavo de manhã e à noite. E mando fazer um creme para o rosto", conta.

Dr. Macedo dá mais dicas para evitar o problema. "A maquiagem precisa ser mais leve, com uma textura principalmente mais leve. E os tons e os pigmentos precisam ser de maneira específica para esse tipo de pele", continua Dr. Macedo.

Para Alê de Souza, os próprios produtos para maquiagem usados atualmente ajudam a cuidar da pele. "Hoje em dia, as bases, os pós, são praticamente um tratamento de beleza, todos enriquecidos com vitaminas, etc".

Mas, além da acne, Erediana conta outro de seus principais receios com a pele. "A gente tem uma pele bem firme. Mas ela é bem sensível e resseca com mais facilidade", revela.

Dr. Macedo confirma o problema e dá uma dica especial de cuidado. "Principalmente a pele do corpo da mulher negra corre um risco maior de ressecamento. Por isso o banho não pode ser muito quente e demorado", explica.

O dermatologista termina lembrando que os cuidados com a pele também devem existir de dentro para fora. "O que você come, se fuma ou não, sua saúde em geral, tem implicação na sua pele".

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas