Monique Evans

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Monique Evans

Foto: Wayne Camargo

Mãe, dona-de-casa, profissional e mulher. Essa é Monique Evans, repórter especial do programa "TV Fama", da RedeTV!, a "titia", como carinhosamente foi apelidada pelos fãs.

No dia-a-dia, ela se divide entre as gravações do programa, as tarefas de casa e a atenção com a filha, Bárbara, seu grande xodó. Monique também é mãe de Armando, seu filho mais velho.

ENTREVISTA AO CYBERDIET

Além disso, Monique Evans se preocupa com o visual e não abre mão da prática de atividades físicas. "Depois de certa idade, a gordura localizada começa a aparecer. No meu caso, ela aparece nas costas e na barriga. Por isso, faço tratamentos estéticos e malho pesado", declara, em entrevista ao Cyber Diet.

Qual é a receita para manter esse corpo invejável na sua idade?

Em primeiro lugar, cuido da alimentação. Mas também pego bem pesado na malhação. Aqui em casa nem compro porcarias. Minha filha, Bárbara, adora verduras, legumes, iogurtes e frutas. Ela manda comprar tudo, pois se preocupa muito com a saúde.

Você gosta de malhar ou pratica exercícios físicos apenas para manter a forma?

Bom, para mim, malhar é como tomar banho. Funciona como higiene, elimina as coisas ruins do corpo, não consigo ficar sem. Mas ao mesmo tempo não sou fanática. Malho mesmo porque preciso. Não tenho dois ligamentos no joelho, então, evito certos exercícios.

Como é sua "malhação pesada"?

Na parte aeróbica, faço transport (aparelho semelhante ao step, que trabalha pernas e glúteos). Também pratico Body Combat e Musculação, no mínimo quatro vezes por semana. Já fiz boxe também. Adoro todos os exercícios considerados masculinos. Gostaria de fazer jiu-jitsu, mas o povo ia comentar que eu estaria me pegando com homens. Não ia ser bom. Mas tudo isso vale a pena. Adoro receber elogios. Eu me derreto toda quando falam que meu bumbum é durinho (risos).

Você tem alguma tentação na cozinha?

Amo chocolate! Mulheres carentes gostam de chocolate (risos). Não gosto muito de arroz branco, prefiro o integral de sete grãos e adoro salada. Cada hora preparo uma com um tempero diferente. Gosto de variar.

O que você mais evita no cardápio?

Comer carboidratos à noite. Como sashimi, que eu mesma faço, ou salada, que eu mesma tempero. Aí vou misturando com o que gosto, depende da vontade, queijo, ovo. Também evito gorduras e doces. Só como aos finais de semana.

Você disse que gosta de variar. É você mesma quem faz sua comida?

Não, pois não tenho tempo, mas adoro temperar minha salada. Vivo procurando coisas diferentes. Recorto receitas de revistas e dou para a minha empregada. Moro só com minha filha e nós duas gostamos de nos alimentar bem.

Você tem tendência a engordar?

Não tenho tendência, mas depois de certa idade, a gordura localizada começa a aparecer. No meu caso, ela aparece nas costas e na barriga. Por isso, faço tratamentos estéticos e malho pesado. Hoje, levanto 240 quilos no Leg Press (aparelho de levantamento de peso para as pernas).

Quais tratamentos estéticos você faz?

Faço botox, para não marcar muito a expressão na testa e no meio dela. Para o corpo, faço o Mantus (técnica de combate à flacidez) e depois o Cellutec (aparelho para eliminar a celulite), além de massagem manual modeladora, duas vezes por semana.

Qual é a parte do seu corpo que você mais gosta?

Hoje em dia, adoro as pernas! Acho que eu e o Brasil todo. Adoro ouvir elogios. Quando era mais nova, tinha as perninhas muito fininhas.

Você toma algum cuidado quando se expõe ao sol para manter a pele bronzeada?

Nunca tive. Sei que tem que ter, mas não tive. Desde pequena tomava sol. Minha pele é curtida mesmo. Tenho manchas provocadas pelo sol, mas não dispenso um bronzeado.

Você posaria nua novamente?

Eu posei para a "Playboy" e para a "Sexy" diversas vezes, mas acho que atualmente não posaria. Naquela época, ninguém ficava tão exposta como hoje. As fotos não eram tão de perto, sempre tinham um fundo. Eram fotografias artísticas. Era lindo posar nua, nunca completamente nua. Acho a mulher bonita por inteiro, o conjunto. Os homens que analisam parte por parte.

Seu corpo mudou muito com a gravidez?

Na primeira sim. Eu era muito nova, me casei aos 19 anos. Na segunda não, pois cortei açúcar. Tinha lido um livro que falava sobre isso e que açúcar era como heroína. Mesmo com o barrigão, malhava e fazia abdominal. Só engordei sete quilos, pois equilibrei a alimentação para beneficiar a Bárbara. O médico até brigou comigo. Quando eu ainda estava amamentando, fiz um trabalho na TV Manchete em que eu era uma índia e tive que amamentar um indiozinho. Foi lindo, pois ele mamou em mim de verdade.

Você sente diferença na beleza com a idade?

Acho que sou mais bonita hoje. Vejo as fotos de carnavais passados e percebo a diferença.

As tatuagens tornaram-se sua marca registrada. Quantas são? Elas têm algum significado?

Ai, nem sei. Acho que são nove espalhadas pelo corpo inteiro. Tenho nos seios, na nuca, no tornozelo, na virilha, nos ombros. Antigamente elas tinham significado, mas agora já fazem parte do meu corpo mesmo. Às vezes, tenho vontade de fazer mais, por exemplo, fechar o braço. A tatuagem do beija-flor simboliza eu e o pai da Bárbara, que nasceu de proveta. As estrelas são minhas preferidas. Depois que fiz, virou tendência. Antes, odiava ser imitada. Sou de Câncer. Agora, nem ligo mais.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas