Nana Gouvêa

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Nana Gouvêa

Esta taurina é goiana de nascimento, mineira de criação e carioca de coração.

Na tela da televisão, assim como na avenida, à frente da bateria da escola de samba Caprichosos de Pilares, no Rio de Janeiro, ela tem que estar sempre bonita e bem cuidada. "Sou cobrada até pelos meus vizinhos", confessa.

Sem medo de envelhecer, "estou envelhecendo desde que nasci", mas de olho num futuro mais saudável, Nana conta como mudou sua alimentação e parou de fumar por causa de um grande amor.

ENTREVISTA AO CYBER DIET

Você mudou a sua alimentação recentemente. Foi visando a sua participação no Carnaval 2005 como rainha da bateria da Caprichosos de Pilares, no Rio de Janeiro?

Não. Cuido de mim para estar sempre bem.

Mas, quando acontece de estar próximo de um trabalho específico, como revista ou a avenida no carnaval, existe um esforço concentrado neste sentido?

Nem assim. Eu tenho que estar bem agora. Isso para qualquer trabalho.

E como aconteceu essa mudança alimentar? O que você buscava melhorar?

Por causa de um namorado que passou a morar comigo. Passei a ter homem dentro de casa e não comia mais sozinha. Antes, eu tomava um super café da manhã, sem maiores preocupações com a escolha dos alimentos, e depois só voltava a comer de noite. Na maioria das vezes, acabava comendo fora, quase sempre em churrascarias. E aí comia de tudo um pouco. Se o papo estava bom, então, chegava facilmente até a sobremesa.

Por que a presença dele fez você mudar seus hábitos?

Por dois motivos. O primeiro porque, com ele em casa, passei a preparar o almoço e o jantar. Para agradá-lo, fazia um café super caprichado e tinha muito prazer em fazer cada prato para as refeições. O segundo é que ele tem uma alimentação super especial, saudável. Aprendi a escolher melhor os alimentos e adaptei-me alimentação dele.

Então hoje você cozinha? Quais pratos passaram a ser as suas especialidades?

Sim, cozinho. E tenho muito prazer nisso. Descobri como é bom preparar cada refeição. Hoje tenho no jardim da minha casa todos os temperos.

Que tipo de alimentos adicionou ao seu cardápio e o que cortou?

No café da manhã, que continua sendo a minha principal refeição, incluí nozes, amêndoas, castanhas, ameixa. Iogurte e mamão eu já comia antes. Eliminei os pães tipo bisnaguinhas, requeijão, troquei os queijos gordos por branco. O almoço passou a fazer parte da minha rotina também.

Antes você não almoçava nada?

Comia qualquer besteira pela rua, mas basicamente não comia nada. Agora sinto fome e volto para casa. Como uma comida caseira, preparada por mim.

O que faz geralmente?

Faço arroz integral, mas evito comer com feijão. Carne vermelha diminuí muito. Preparo mais peixes, frutos do mar e raramente um franguinho. Sempre tem uma saladinha.

O que sentiu de diferente depois da mudança alimentar?

A digestão agora é mais rápida e o intestino funciona com maior freqüência. Como fracionei as refeições, agora sinto fome na hora do almoço. Fiquei dois meses sem ir a academia e não engordei nada. Antes perdia tônus muscular com mais facilidade, até nas pequenas viagens de trabalho, quando ficava sem malhar por alguns dias. Eu era mais preguiçosa.

Você faz algum tratamento estético para manter a forma?

Não, na verdade não faço quase nada. Tenho um sabonete de quartzo de malha manipulado pela minha dermatologista que uso de manhã e de noite. Funciona como uma pequena esfoliação. Não uso hidratantes, mas reconheço que deveria. Gosto mesmo é de estar cheirosa, então abuso dos cremes perfumados para o corpo. Uma vez por mês, mais ou menos, hidrato os cabelos. Não faço escova ou tinjo. Acho que não tingir é o segredo de beleza dos meus cabelos.

E a malhação?

Tenho um personal trainer, Cláudio Castilho, o Bahiano, há seis anos. Faço com ele uma aula ginástica localizada de uma hora mais ou menos. Varia mesmo no aquecimento, com Jump Fit Step ou outra coisa. Depois faço meia hora de transport. Desde que parei de fumar, faço sempre aeróbico para tentar recuperar o fôlego perdido.

Você parou de fumar recentemente?

Sim, por causa do namorado também. (risos)

Então você parou de fumar e mudou a sua alimentação por amor?

Sim (risos). Mas tomei gosto por cozinhar e cuidar de mim neste aspecto.

Qual o recado que você daria para as mulheres que buscam corpos perfeitos?

O sorriso transmite beleza. Uma mulher feliz transforma o feio em charme enquanto a triste deixa o feio, horroroso.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas