Tássia Camargo

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Tássia Camargo

O tempo passa. Até para as musas. Mas para Tássia Camargo, 44 anos, parece que o relógio parou

Com a mesma cara de menina que encantou o Brasil com sua beleza e talento, a atriz afirma categoricamente: "Não tenho medo de envelhecer. Envelhecer é sabedoria. Eu tenho medo de ficar dependente, mas não das rugas".

Em entrevista ao Cyber Diet, Tássia Camargo, que atualmente está na novela "Malhação", conta os segredos para se manter bela e desejada. Mas confessa: "Já estive sete quilos acima do peso!".

ENTREVISTA AO CYBER DIET Você foi considerada uma das musas da década de 80. A sua preocupação e a cobrança com relação a beleza era grande?

Eu nunca me preocupei com isso. Para falar a verdade eu sempre me achei normal. Procuro me sentir bem. Nunca fui uma mulher da moda. Não é porque alguém faz isso ou veste aquilo é que eu vou fazer o mesmo. A cobrança sempre existe, mas eu nunca liguei para isso.

O que você faz para se manter tão jovem? Qual é o segredo?

Gosto muito de rir. Acho que o segredo é estar sempre ao lado dos meus filhos, do meu companheiro, das pessoas que eu amo. Fazer as coisas que eu gosto, o que me faz bem. Eu odeio agressão e grosseria. Quando eu sinto raiva de alguém, eu prefiro esquecer por não me fazer bem.

Dizem que a melhor idade das mulheres é quando elas atingem a maturidade. Você se sentiu especialmente mais feminina depois dos 40? O que mudou?

Acho que me tornei feminina depois que me tornei mãe, com 23 anos. Acredito que me tornei madura aos 30 anos, mas sempre com uma criança dentro de mim. Brincar, rir, fazer loucuras é sempre muito bom.

Como você se vê daqui a 10 ou 20 anos? Você tem medo de envelhecer?

Não tenho medo de envelhecer, mas sim de depender. Envelhecer é sabedoria. Eu sou uma pessoa muito independente. Tenho medo de ficar em uma cama, sem poder fazer minhas coisas, rir, brincar...

E tratamento estético? Você faz?

Eu gosto de me arrumar. Faço limpeza de pele e tenho um calista que cuida dos meus pés. Sempre pinto a raiz do meu cabelo também. Eu me considero vaidosa. Passo hidratante todos os dias e quando estou com olheiras procuro dormir com bolsa de gel.

Hoje, as cirurgias estéticas estão na moda. Você já fez ou tem vontade de fazer?

Não penso em fazer cirurgias. Prefiro fazer abdominal, por exemplo. Só se for uma necessidade mesmo, se estiver prejudicando minha saúde. Caso contrário, prefiro procurar outras alternativas. Eu me gosto assim.

Você se preocupa com a sua alimentação?

Olha, até que não, viu? Meu metabolismo foi mudando com o tempo. Teve uma época em que eu odiava comida japonesa; depois passei a gostar. O que eu não gosto é de refrigerantes, doce, gordura ou qualquer tipo de açúcar. Eu como pouco, meu organismo acostumou a comer pouco. No entanto a nutricionista explica que nos devemos fazer uma refeição seis vezes por dias, eu agüento apenas quatro. Eu sou magrinha, peso 50 quilos e uso manequim 36.

Bom, então os problemas com a balança passam longe de você, né?

Até parece! Quando fui para a Itália, voltei sete quilos mais gorda. Comia muita massa e não malhava. Eu amo comida italiana, massa é comigo mesmo.

O que você fez para voltar ao "normal"?

Em dois meses, perdi 12 quilos. Quando eu cheguei ao Brasil, procurei uma profissional para me orientar e malhei muito, fiz muito spinning, além de reeducação alimentar.

Como é o seu cardápio diário?

Eu como de tudo, mas muito pouco. No café da manhã, como um pedaço de pão com requeijão e uma xícara de café. No almoço, um pouco de arroz, salada e franguinho grelhado. Às vezes como feijão, mas faz muito tempo que isso não acontece. À noite eu procuro me alimentar com coisas leves.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: alimentação malhação tássia camargo

Últimas