Tenha uma pele de pêssego

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Boa alimentação pode ajudar a melhorar a aparência do rosto

Tenha uma pele de pêssego

O mercado de cosmético está sempre passando por inovações. Se você visitar a seção de beleza de qualquer estabelecimento vai se deparar com uma infinidade de cremes contra rugas, manchas, acnes e outros probleminhas que tornam a pele do rosto imperfeita.

Mas de nada adianta gastar dinheiro com cosméticos se a nossa alimentação não é saudável. A beleza da pele começa de dentro para fora e o que comemos pode influenciar de alguma forma no aspecto da pele do nosso rosto!

"Uma pele de pêssego depende de vários fatores, além da alimentação: genética, clima, controle do estresse e do tipo de pele do paciente. A higienização do rosto também faz parte desta lista. Há pessoas com uma ótima genética, mas que não têm uma pele bonita porque não cuidam dela adequadamente", comenta Dr. Amilton Macedo, dermatologista com prática em oxidologia.

Para que a nossa pele tenha uma boa aparência, livre de manchas e acnes, é preciso que nossa dieta seja rica em vitaminas e nutrientes. O médico fez uma listinha bem bacana de como encontrar alguns deles. Veja:

Selênio: este elemento químico limpa a pele, tem ação antioxidante e aumenta a adesão entre as células. Você pode encontrá-lo na castanha do Pará, nos ovos (clara e gema), cebola, alho e principalmente nos frutos do mar. "O selênio também impede a produção de radicais livres. Por exemplo: quando você toma sol sua pele pode ficar vermelha. Mas se tiver uma boa quantidade desse componente no organismo, essa ação inflamatória não vai ocorrer", explica Dr. Amilton.

Silício: ele retarda a flacidez da pele, porque melhora a adesão entre as células. Este mineral pode ser encontrado na aveia, arroz integral e principalmente nos vegetais escuros, como espinafre, acelga e couve.

Vitamina C: esse componente não age apenas no sistema imunológico, viu? Ele também ajuda a manter a pele clara, evitando manchas. As frutas cítricas, como laranja, kiwi e acerola são alguns exemplos.

Zinco: controla a oleosidade da pele e evita doenças causadas por fungos. Para as peles acnéicas, este elemento não pode faltar. Ele pode ser encontrado principalmente nos frutos do mar e no levedo da cerveja.

Enxofre: assim como o zinco, ajuda a controlar a oleosidade da pele. Você vai encontrá-lo no repolho, couve, couve-flor, alho, agrião e cebola.

Vitamina E: tem ação antioxidante e ajuda a manter a juventude da pele. Fomenta a produção de fibras e a elasticidade da pele. Esse tipo de vitamina está presente nos grãos e no gérmen de trigo.

Flavonóides: possuem grande quantidade de antioxidantes e reduz as inflamações. Eles estão presentes nas frutas vermelhas, na uva, nos chás (entre eles boldo, preto e mate) e também no vinho. Inclusive, estes compostos ajudam a reduzir os danos da radiação ultravioleta do sol.

Betacaroteno: ajuda a manter o bronzeado e protege a pele por conta de sua ação antioxidante. Ele pode ser encontrado nos vegetais amarelos, como cenoura e mamão.

Ômega 3: reforçam a membrana das células e faz que com elas vivam mais. Vale lembrar que o ômega 3 também tem ação anti-inflamatória e é muito recomendado para evitar doenças cerebrais, como Alzheimer. Esse ácido graxo pode ser encontrado na sardinha e no salmão.

Outras dicas para manter a pele boa são evitar gordura saturada, enlatados e embutidos, aumentar a ingestão de água e não relaxar na higienização da pele. "E quem tem pele acnéica deve dar preferência aos hidratantes com ativos anti-inflamatórios", acrescenta Dr. Amilton.

E saiba dosar o consumo desses alimentos. Por isso, é importante procurar um profissional para que ele faça uma avaliação e calcule a quantidade que você realmente necessita de cada componente, de acordo com seu tipo de atividade, fase de crescimento e idade.

Juliana Falcão (MBPress)


  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas