Tri-Site Bolus - nova técnica de preenchimento facial

TriSite Bolus  nova técnica de preenchimento facia

Chegou ao Brasil, por meio do Laboratório Cristália, distribuidora dos produtos da marca suíça Teosal, uma nova técnica em preenchimento facial, o Tri-Site Bolus. O tratamento é à base de ácido hialurônico e promete um rejuvenescimento de forma segura e duradoura.

Em entrevista, Dr.Wayne Douglas Carey, dermatologista responsável pelo desenvolvimento da técnica em sua clínica em Montreal, Quebec, afirma que a função do Tri-Site Bolus é restaurar a perda de volume que ocorre com o envelhecimento na área central do rosto, sendo capaz de reconstruir e levantar a área da bochecha e a região da pálpebra inferior, sem deixar de lado o aspecto natural.

"Utilizando esta nova técnica, obtivemos uma longa durabilidade, chegando a oito anos. O método de injeção é crucial para a aplicação, porque garante a longevidade do produto", explica o dermatologista.

Dr. Wayne conta que o tratamento é feito apenas nas regiões das pálpebras inferiores e nas bochechas, porque essas áreas são as primeiras a envelhecerem. Entretanto, ainda não há nenhum estudo conclusivo sobre o motivo disso acontecer. No caso da bochecha, ela perde volume de gordura, esvaziando-se, enquanto as pálpebras inferiores desenvolvem sulcos que dão aspecto de cansaço à pessoa.

"O local correto da injeção e a quantidade utilizada do produto precisam ser calculados com cuidado para obter o resultado desejado, tanto para levantar o rosto, como na correção das pálpebras inferiores. Isso resulta em uma melhoria impressionante, sem quaisquer riscos que muitas vezes são vistos com outras técnicas já utilizadas", diz Dr. Wayne. "Além disso, a correção com o uso do Tri-Site cria uma aparência mais natural em comparação com algumas técnicas que nós vemos hoje. As utilizadas hoje em dia se preocupam mais em injetar volume, mas não são capazes de esculpir, como é o caso desta", ressalta o dermatologista canadense.

Uma vantagem existente no ácido hialuônico é que ele age naturalmente e não é agressivo, além de ser capaz de atrair água, ajudando com a hidratação da pele. "Uma coisa reconfortante para os pacientes mais receosos é que ele pode ser removido facilmente, caso o resultado desejado não seja atendido, por meio de uma injeção da enzima hylauonidase", acrescenta.

"Não existe contraindicações para as injeções. Mas como qualquer procedimento cosmético, há candidatos que necessitam e os que não precisam dele. Para conseguir um bom resultado é preciso saber quais deles possuem o perfil correto para receber o tratamento. Por isso, sempre procure um profissional experiente e que saiba o que está fazendo", alerta Dr. Wayne.

O dermatologista diz que, após a aplicação do ácido hialurônico, não se deve friccionar a região tratada e é recomendado que a pessoa limite um pouco as atividades diárias, como evitar o sol.

"Em muitos casos, esta técnica pode eliminar a necessidade de um lifting facial, restaurando o volume em vez de apenas puxar a pele. Porém, a vantagem dos liftings é a correção do pescoço, coisa que esta nova técnica não trabalha". E adianta: "Atualmente estou trabalhando em uma nova técnica de preenchimento para corrigir a papada", finaliza Dr. Wayne. Vamos aguardar!

Comente

Últimas