Wanessa Camargo

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Wanessa Camargo

Aos 19 anos, e com um corpo escultural graças à dieta e muita dança, Wanessa Camargo desponta nas rádios, nos programas de televisão, nas colunas e revistas de vips e famosos. A filha de Zezé de Camargo e Zilú tem muito do que se orgulhar, seu primeiro álbum vendeu mais de 200 mil cópias em menos de um ano, e a música "Eu quero o seu amor" já está embalando o lançamento do segundo.

Este sucesso se deve além do empurrão do pai, aos muitos anos de estudo de canto e dança, que começaram aos 9 anos de idade. Sapateado, balé, jazz, teatro, basquete e futebol, ela fez de tudo. "Poderia me tornar uma profissional em futebol e basquete, se quisesse", diz Wanessa.

Ela integrou o corpo de balé dos shows de Zezé Di Camargo e Luciano, por quase três anos, com direção de Wolf Maya e coreografia de Caio Nunes. Mas decidiu seguir carreira solo e está se saindo muito bem.

Em uma conversa com o Cyber Diet, esta bela morena de feições bem brasileiras, 1,60m e 49 kg - muito bem distribuídos como atestaram recentemente os leitores da revista VIP - revela sua paixão por massas e risotos. Ela começa o dia com cereais, almoça na hora que dá um frango grelhado e uma salada, passa o dia sem lanches, mas se o jantar for especial ela dispensa a sopinha e ataca um belo risoto de funghi!

ENTREVISTA AO CYBER DIET

O que você mais gosta de comer?

Massa! Também adoro risoto. Al funghi, de presunto de Parma...

Qual comida você diria que tem gosto de infância, uma que se recorde com carinho?

Uma coisa meio fora do comum: minha vó tinha o costume de pôr café num prato e mergulhar pão francês. Inesquecível!

O que você detesta e não come de maneira nenhuma?

Chuchu, jiló agrião e rúcula.

Como é, no seu dia-a-dia, a combinação dieta-atividade física?

Eu faço jazz moderno 2 vezes por semana. Já sobre a alimentação, tenho a vida muito corrida e como quando dá. Hoje por exemplo, rolou salada e franguinho no almoço. E no jantar procuro não comer nada muito pesado, uma saladinha bem incrementada com torradinhas, queijo...

Qual o exercício que você diria que todo mundo deveria fazer?

Andar e dançar. A dança, além de queimar calorias, funciona como uma terapia, você esquece os problemas e o mundo lá fora e só ouve a música.

Você faz alimentação especial para os dias de show? Qual?

Procuro não comer nada pesado, pois tenho que me movimentar bastante. Sempre uma saladinha ou uma sopinha.

Você tem ou já pensou em ter o acompanhamento de um personal trainer ou nutricionista? Por quê?

Tenho uma nutricionista, Roseli Rossi, que é na verdade minha personal diet. Ela fez uma dieta de acordo com meu ritmo de vida e com o que eu gosto. Faço manutenção desta dieta até hoje para não recobrar os quilinhos que perdi. Personal trainer eu não tenho, mas a Roseli Rodrigues, minha professora e coreógrafa, faz o acompanhamento da dança.

Para manter a forma, você deixa de comer algo que adora?

Manero nos doces.

Você usa adoçantes no lugar de açúcar ou produtos diet/light com freqüência? Por quê?

Não costumo.

O que você prefere, a entrada, o prato principal ou a sobremesa?

Prato principal, mas dependendo do dia, prefiro um docinho.

Quando você está fora de casa, gosta de provar a culinária local ou não se arrisca muito?

Adoro provar comida típica. Já comi cobra e enguia, num restaurante japonês, foi bem diferente. E, uma vez, eu comi comidas alemãs num festival, não me lembro o nome, uma comida muito estranha, mas muito boa.

Você já fez dieta, o que aconselha para quem quer começar ou quem está fazendo?

Disciplina. O importante é conquistar o bem-estar. Quando você não está bem com você mesmo, não tem porque não mudar isso. Pensem no seu bem-estar e na sua felicidade.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas