A importância do diálogo interno

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
A importância do diálogo interno

Muitas pessoas reclamam que não há diálogo em sua vida familiar - marido, esposa, ou filhos. Mas quando pergunto se conversam consigo mesmas, fazem uma expressão de interrogação, como se dissessem: "não sou louca!", ou ainda: "é necessário?". É importante e muito. Antes de desejarmos mais diálogo com outras pessoas, que acredito ser de fundamental importância para a comunicação e entendimento, precisamos aprender a desenvolver o diálogo interno, ou seja, conversar consigo mesma.

Se não conseguir identificar o que torna sua vida insuportável para depois modificar, estará destinada a ser infeliz e arcar com conseqüências muitas vezes desastrosas. Você tem a opção de mudar o que te faz sofrer e criar um novo caminho, uma nova vida. Como fazer isso? Identifique o que não quer mais para você. Para isso só há um caminho: conversar consigo mesma. Aprenda a perguntar-se: "o que estou sentindo?, o que quero para mim?".

Pode ser que tenha aprendido a repetir a você mesma o que ouviu durante sua infância ou mesmo sua vida, frases como: "você não serve para nada, você não é capaz, você não faz nada direito". Ou ainda as eternas comparações de como aquela prima era mais bonita, mais educada, mais inteligente e assim aprendeu a ter uma visão muito negativa de quem você é, e que quase sempre não corresponde à realidade, mas foi o suficiente para te fazer acreditar e tornar isso a sua verdade, te fazendo sofrer, limitando seu crescimento e sua capacidade de acreditar que você é capaz e merecedora de muito mais.

Você já pensou que as coisas negativas, ao menos a maioria, que aprendeu sobre você mesma podem não ser verdadeiras? E acredite, não são. Por isso, esqueça todas, jogue-as fora e comece tudo de novo. Cabe somente a você criar um novo caminho, mas é preciso lembrar que realizar mudanças é um processo lento. Nada e ninguém muda de um dia para o outro.

Por exemplo, se quer eliminar uns quilinhos ou mudar o que for na sua vida, você terá que observar como tem feito e quais resultados têm obtido. Se quer alterar os resultados, terá que mudar o caminho, pois se fizer tudo como sempre fez, obterá os mesmos resultados. Se você come sem pensar e só percebe a quantidade depois que comeu e isso te traz insatisfações, poderá iniciar a conversa consigo mesma antes de comer, perguntando-se: "porque vou comer? Estou com fome ou preciso satisfazer outras necessidades (de afeto, atenção, carinho, amor)?" E só coma depois de se dar as respostas.

Vá fazendo isso até se tornar um hábito. Nesse momento seja tão amorosa com você quanto seria com alguém que ama. Nada de pensar que com você não dará certo, que não consegue, lembre-se que você já jogou tudo isso fora. Ou ainda, nada de começar só amanhã. Pare de se boicotar para alcançar o que quer, seja o que for.

A conversa consigo mesma é o passo mais importante para obter o autocontrole de suas ações. Você pode fazer esse diálogo escrevendo, falando alto ou em silêncio, o importante é conversar, conversar muito e assim ir identificando seus reais sentimentos e tudo que quer e não quer para você.

Quanto mais você compreender por que faz o que faz e o que sente, mais controle terá de suas ações. Lembre-se que você é capaz de se tornar como deseja ser e para isso você não precisa depender de ninguém, só da pessoa mais interessada no resultado: VOCÊ! Comece seu diálogo interno imediatamente. Vamos começar? "O que você quer conseguir? O que você está sentindo?" Ouça as respostas e vá em frente, você merece!

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas