A Internet como Vício

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
A Internet como Vício

Os avanços da tecnologia da comunicação trouxeram profundas mudanças geradas pela introdução

e difusão da internet no cotidiano das pessoas.

Muitos estudiosos dedicam-se a compreender os efeitos da penetração da rede e o seu papel transformador. O vício em internet pode causar danos físicos, emocionais e comportamento de dependência. A forma de utilizar a internet é determinante para definir se o indivíduo é viciado ou não.

Os sintomas físicos mais comuns aos viciados em internet são taquicardia, boca seca, sudorese e tremedeira. O tempo excessivo diante do computador pode provocar comprometimento da postura, lesões por esforço repetitivo, obesidade ou subnutrição, e prejuízo para a visão devido à luminosidade do monitor e ao esforço ocular.

Os sintomas psíquicos podem ser déficit de atenção, dificuldade para se organizar, definir prioridades e angústia por estar longe do computador.

A redução das horas de sono para ficar diante do computador pode comprometer o rendimento escolar, profissional e social.

Algumas características são comuns aos viciados em internet:

1- Preocupação: quando está off-line, o viciado fica constantemente preocupado com a internet.

2- Necessidade: a utilização da internet é contínua e cada vez maior, como forma de satisfazer sua necessidade crescente de estar conectado.

3- Irritabilidade: quando pressionado para reduzir seu tempo na internet apresenta irritação e dificuldade de aceitação.

4- Fuga: a internet pode ser uma forma de fugir de problemas ou de aliviar sentimentos como culpa, ansiedade, impotência ou depressão.

5- Mentira: para não revelar a extensão do seu envolvimento com a rede, o viciado tem o hábito de mentir para pessoas próximas, quando questionado.

6- Prejuízos: devido ao excesso de tempo na internet, compromete sua vida social e profissional, pois evita compromissos off-line.

7- Lesões: o uso prolongado do computador pode causar problemas nas articulações utilizadas para a digitação, causando lesões por esforço repetitivo (LER).

8- Apatia: não se interessa por atividades desenvolvidas fora da rede.

9- Sonho: a compulsão ao uso da internet provoca a sensação de estar vivendo um sonho.

10- Tempo: o tempo exagerado de conexão e a má qualidade dos conteúdos selecionados são uma constante na vida do viciado.

O vício em internet é apenas uma ponta do iceberg na relação entre o homem e as máquinas por ele criadas. Muitos problemas podem surgir pelo avanço da tecnologia.

Para fugir dessa armadilha é importante priorizar o tempo e o esforço dedicados a pessoas e atividades que possam trazer crescimento pessoal. O equilíbrio de nossas ações é fundamental para dar resposta às transformações que o mundo contemporâneo exige.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: psicologia depressão internet ler vício

Últimas