Aceitando-se para mudar

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Aceitandose para mudar

Quando uma pessoa está acima do peso sua atitude mais comum é, a princípio, ignorar o fato. Como se isso fosse o suficiente para diminuir também o peso.

Sabemos que é uma ilusão, mas já percebeu quantas pessoas ignoram não só seu peso, como também os acontecimentos significativos, os próprios sentimentos? Como se, ao agir assim, tudo se resolvesse num passe de mágica?

Pensamentos mágicos com certeza não produzem resultados reais, para isso é preciso saber o que quer mudar para que a mudança possa ser alcançada. É possível seguir algumas orientações para quem não está satisfeita com seu peso:

- Providencie um caderno para suas anotações, como um diário, lembrando-se sempre de colocar a data;

- Olhe seu corpo no espelho, veja fotos recentes. Qual a imagem que tem de si mesma? Se quiser, poderá escrever como se sente ao olhar seu corpo, ou, se você é uma daquelas que fogem do espelho, anote isso também para que depois, num futuro próximo, possa comparar suas anotações;

- Observe seu guarda-roupa. Há muitas roupas que adora e que não usa mais por estarem apertadas? Tem evitado comprar roupas até que seu peso retorne ao que era antes? Qual o tipo

de roupa que tem usado com mais freqüência? Mais largas e soltas? Quais as cores? Cores claras ou escuras? Anote suas respostas;

- É possível aceitar que nesse momento está acima do peso? Sabe exatamente quanto? Se tiver dúvidas, procure se pesar em uma balança em sua casa ou que esteja em seu caminho habitual para que possa se pesar uma vez por semana, ou, se preferir, a cada quinze dias. Anote em seu diário e lembre-se de colocar a data;

- Constatado o aumento do peso marque uma consulta com um médico endocrinologista para que solicite alguns exames e saber se há alguma disfunção hormonal;

- Caso seja constatado nos exames alguma alteração providencie o tratamento;

- Havendo ou não uma causa orgânica, geralmente há uma emocional e que pode ser identificada pelo processo de autoconhecimento, que pode ser adquirido com a psicoterapia;

- Participe de um programa de reeducação alimentar e emocional, pois não basta apenas mudar seus hábitos alimentares, suas emoções também se refletem em seu metabolismo e em seu corpo;

- Reveja seus hábitos alimentares. Para facilitar, poderá começar anotando tudo que come, assim perceberá o que deve ser evitado. Se puder, faça uma avaliação com uma nutricionista que poderá te orientar sobre suas dúvidas e acompanhar seus novos hábitos. Mas lembre-se que o importante é a continuidade dos novos hábitos. É isso que garante o resultado;

- Se ainda não faz nenhuma atividade física, procure orientação com uma instrutora e veja qual é o exercício que mais lhe agrada;

- Costuma dizer que quer "perder" alguns quilinhos? Em geral nossa mente deseja de volta tudo aquilo que perdemos, por isso mude a palavra "perder" e utilize a palavra "eliminar";

- Mantenha o hábito de conversar consigo mesma, mentalmente ou escrevendo. Comece se perguntando: "o que estou sentindo?" E ouça a resposta. Se não tem esse hábito, no começo poderá

sentir um pouco de dificuldade, mas persista. Aos poucos as respostas virão. Se puder, faça isso todos os dias. Isso a ajudará a organizar sua mente e elevar seu autoconhecimento;

- Leia artigos que estimulem sua reflexão. Neste site poderá encontrar muitos desses artigos. Leia-os, escreva sobre tudo aquilo que reflete como se sente e depois analise suas anotações;

- Pense sobre como estava sua vida quando começou a alterar seu peso. O que aconteceu de significativo para você? Ou desde a infância está cima do peso? Esse pode ser um dos caminhos para identificar a causa de seu peso atual;

- Antes mesmo de começar já está pensando que não vão conseguir em função das experiências negativas passadas? Nada de duvidar de sua capacidade, todas as pessoas podem conseguir o que desejam, mas é preciso ser dar um tempo para o processo acontecer. Por isso seja determinada, persistente e comprometa-se antes de tudo consigo mesma;

- Lembre-se que não deve tentar resolver seus problemas comendo mais, pois irá aumentá-los ao invés de resolvê-los;

- Depois que começou, nada de supervalorizar os quilinhos que faltam para eliminar e sequer perceber aquilo que já eliminou. O processo deve ser ao contrário, valorize muito mais aquilo que já conseguiu. Reconheça sempre cada conquista e celebre cada uma delas;

- Esperando motivação para começar ou segunda-feira você começa? Nada disso! Só nos motivamos com o que estamos fazendo depois que começamos. É preciso antes começar para então sentir a energia de ter conseguido e não o contrário. Adquirimos energia por uma atividade depois que começamos. A energia é o resultado do envolvimento. O segredo é começar hoje não amanhã! O que está esperando?

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas