Alimentação mais saudável

3 dicas para melhorar seus hábitos alimentares

3 dicas para melhorar seus hábitos alimentares

Que a alimentação balanceada é a chave para uma vida saudável, isso todo mundo sabe. No entanto, sabemos também que mudar os hábitos alimentares não é tarefa fácil. Comer bem não está ligado apenas a quantidade, mas sim à qualidade nutricional dos alimentos ingeridos. Por isso, não precisamos avaliar somente o que comemos e, sim, quando comemos. Afinal, não adianta nada você comer um café da manhã super reforçado e ter a próxima alimentação saudável apenas no jantar.

Combinar e balancear os alimentos para garantir uma alimentação balanceada que proporcione pique e energia para encarar as múltiplas tarefas do dia a dia é essencial e, embora muita gente conheça as vantagens de ter uma dieta saudável, deixar para trás velhos hábitos e administrar o pouco tempo para planejar o cardápio da semana não é tão simples como parece. Para te auxiliar nessa tarefa, nós separamos pequenas dicas para provar que apesar de difícil, melhorar seus hábitos alimentares não é impossível.

Diga não as dietas restritivas - é bom lembrar que a mudança alimentar não representa uma nova dieta. Ou seja, você ainda pode comer aquele docinho que tanto gosta, a única diferença é que ao invés de comê-lo todos os dias você irá degluti-lo apenas uma vez por semana, caso a escolha seja muito calórica. Mais importante do que mudar os hábitos alimentares é conseguir perpetuar tais mudanças. Ao invés de eliminar o pão francês que você tanto gosta em uma tacada só, comece incluindo os integrais apenas alguns dias da semana; coma menos carne vermelha e mais verduras e legumes. Essas ‘negociações’ deixam as mudanças menos traumáticas e mais acessíveis, transformando-as em hábitos eternos.

Faça um diário alimentar - mais do que anotar as calorias do que se come, o diário alimentar nos deixa autoconscientes das nossa escolhas, ajudando assim na visualização do que ingerimos diariamente, além de nos auxiliar a manter um controle sobre os horários das refeições diárias. Afinal, nenhum excesso é saudável, nem o de comida. Por isso, é bom maneirar nas porções e, caso a fome não dê trégua, aumente o número das refeições, mas não a quantidade de alimento do seu prato.

Preste atenção no que você come - tudo bem que a hora do almoço é o momento oportuno para ficar por dentro das notícias do mundo, mas comer enquanto assiste televisão pode desencadear uma série de respostas biológicas no seu organismo, uma vez que o cérebro fica menos sensível deixando de acionar o centro da saciedade, fazendo com que você não perceba que já está satisfeita. Então, coma em um lugar calmo e tranquilo, sempre prestando atenção aos que foi posto no prato e, claro, não se esqueça de mastigar bem o alimento para facilitar o trabalho do estômago.

Por Paula Perdiz

Comente

Últimas