Anorexia? Bulimia? O que são? (Parte II)

Anorexia Bulimia O que são Parte II

Dando continuidade, hoje falarei sobre a Bulimia Nervosa.

Etimológicamente a palavra " bulimia" se origina do grego: bous (boi) e limos (fome).

A Bulimia Nervosa é um transtorno alimentar que se caracteriza por episódios de voracidade, isto é, ingerir grandes quantidades decomida em um curto espaço de tempo (Compulsão Periódica).

As pessoas com Bulimia nervosa geralmente se envergonham de seus problemas alimentares e procuram ocultar seus sintomas; agem na clandestinidade.

As compulsões periódicas geralmente ocorrem em segredo ou são dissimuladas tanto quanto possível.

Uma característica essencial da Bulimia Nervosa é o uso recorrente de comportamentos compensatórios, inadequados para prevenir o aumento do peso.

O comportamento mais comum é a indução ao vômito. Após várias induções ao vômito a pessoa bulímica é capaz de vomitar quando quer para ter a sensação do alívio, além de amenizar a culpa frente aos alimentos ingeridos indiscriminadamente.

Outros comportamentos incluem o uso indevido de laxantes e diuréticos após a ingestão alimentar.

As pessoas bulímicas podem jejuar por um dia ou mais. Ou ainda, exercitar-se excessivamente na tentativa de compensar o comer compulsivo.

Pouco se conhece a respeito das causas da Bulimia Nervosa. Múltiplas causas devem interagir para o surgimento da doença, onde aspectos socioculturais, psicológicos, individuais, familiares, neuroquímicos e genéticos podem estar presentes.

A busca do corpo perfeito (corpo magro como símbolo de beleza, status, poder e modernidade) tem sido apontado como forte agente desencadeador de tal comportamento.

As pessoas bulímicas estão geralmente na faixa de peso normal, com uma oscilação de peso muito pequena. É freqüente apresentarem sintomas depressivos, como baixa auto-estima, insegurança, irritabilidade, tristeza e alterações do humor.

90% das pessoas com Bulimia Nervosa são mulheres, onde a doença pode se instalar no final da adolescência ou início da idade adulta.

São vários os problemas causados pela Bulimia Nervosa.

Os vômitos freqüentes e o abuso de laxantes e diuréticos podem provocar:

dores de garganta ou estômago;

fraqueza e cansaço fácil;

desmaios;

face inchada e dolorida;

dor abdominal, náuseas, sensação de inchaço na barriga;

diarréia e constipação;

vômitos com sangue.

As complicações são várias, onde a pessoa pode apresentar problemas cardio-vasculares, deficiência de vitaminas e sais minerais, dentárias, renais, endocrinológicas e gastrintestinais.

O tratamento a princípio, deve ser ambulatorial e só terá sentido uma internação hospitalar se a pessoa correr riscos mais severos.


Uma equipe multidisciplinar composta por médico psiquiatra, psicólogo e nutricionista visa um tratamento mais adequado e, portanto, com prognósticos muito satisfatórios.

Comente

Últimas