Após as Festas Juninas e Julinas

Após festas juninas

Terminamos recentemente um ciclo de festas que antes era apenas no mês de junho, as famosas festas juninas com todo seu folclore regional.

Em algumas cidades do interior paulista são conhecidas as caminhadas por sobre brasas que as pessoas do local realizam. No nordeste, especificamente em Campina Grande, estado da Paraíba, existe a tradicional festa de São João que recebe turistas de todo Brasil.

Como se não bastassem as festas em apenas um mês, pois há uma sobrecarga nas datas de junho, criou-se devagar e por necessidade de datas, as festas julinas. Atualmente são dois meses de festas folclóricas onde a mente das pessoas "libera" a alimentação e elas abusam no que é demais calórico.

Nestas festas a tradição é comer amendoim, paçoca (do amendoim), pé-de-moleque (do amendoim), doces de batata, abóbora e outros, pipoca, bolos de milho, de fubá, arroz doce, canjica, quentão, vinho quente, a famosa "moça caipira" que é leite condensado com quentão ou vinho quente. Os salgadinhos são os mais variados.

O que queremos enfatizar é que nesses dois meses praticamente todas as pessoas vão a várias dessas festas. Entre clientes que estão no processo de emagrecimento nota-se que nesses meses eles engordam.

Como o corpo estava em privação de alimentos, essas comidas calóricas demais e em quantidade exagerada, pela liberação da mente, é na certa ganho de peso considerável.

O que por si só não seria importante, o pior é que muitos depois desse fato param o processo de emagrecimento. Seja pela perda da auto-estima por não se considerar competente bastante para evitar o consumo exagerado de alimentos ou pela falta de persistência ou ainda pela vergonha de ter interrompido o processo.

Lembrando o artigo da auto-estima, quando há um erro no processo de emagrecimento, ele deve ser corrigido e servir de experiência para futuros deslizes. Erros fazem parte de nosso desenvolvimento.

Além das festas juninas e julinas temos outras durante o ano que devemos fazer as mesmas considerações. Lidar com a emoção da alegria, do prazer. Podemos ficar alegres e obter o prazer de alimentos gostosos, mas sem abusos.

É nesse ponto que a reeducação alimentar tem valor. A pessoa acostumar-se a comer em quantidade suficiente para satisfazer seu prazer. Isso é lidar com a emoção. Modificar o hábito de comer bastante, que estava enraizado por muito tempo por outro de melhor qualidade.

Para mudar um hábito inadequado é preciso muita repetição do novo hábito. Isso se consegue com a reeducação alimentar.

leia também


Comente

Últimas