Cartões de Natal

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Cartões de Natal

Trocar cartões no Natal e saber que alguém nos deseja paz e alegria é uma das coisas boas das festas de fim de ano. É muito bom lembrar e ser lembrado pelos amigos, parentes, clientes e colegas de trabalho.

Esta pausa, na correria de dezembro, nos faz pensar nas pessoas como seres humanos que precisam de carinho e atenção para serem felizes. Alguns cuidados devem ser tomados para não cometer indelicadezas ao enviar e responder a correspondência de Natal.

Para quem mandar?

Não se manda cartão de Natal como santinho de político em época de eleição, isto é, para todos indistintamente. Esta atitude parece falsa e impessoal. O envio de cartões pode ser uma oportunidade para consolidar afetos já existentes ou para reforçar vínculos que estejam enfraquecidos.

Esta atitude pode ser, inclusive, de grande valia quando se quer reatar laços que se partiram ao longo do ano. Neste caso, os cartões ajudam a consolidar os ideais de amor e paz que se fazem presentes na época das festas. Amigos muito próximos e familiares, como cunhado e sogra, não precisam receber cartões. Os votos podem ser transmitidos pessoalmente ou por telefone.

Quando enviar os cartões?

A partir do início do mês de dezembro podemos mandar cartões. O ideal é que sejam enviados dez ou quinze dias antes do Natal, pois assim nossos votos chegarão às pessoas queridas e ajudarão a criar o espírito de confraternização do natal. Os primeiros cartões recebidos são os que costumam fazer mais sucesso.

Como e a quem responder?

Responda todos os cartões recebidos, mesmo os mandados por pessoas a quem você não enviou. Se recebê-lo na véspera do natal, por exemplo, agradeça e deseje um feliz Ano Novo, ainda que vá chegar com atraso. Este ato é sinal de consideração por quem lhe enviou a mensagem de boas festas e estreita os laços afetivos. E aquele cartão que encontramos na correspondência ao chegar de viagem em janeiro, com as festas já terminadas? Responda e explique o fato, pois mesmo com atraso a reciprocidade dos votos será sentida.

Que tipo de cartão enviar?

Os cartões beneficentes são sempre uma boa sugestão. São mais baratos, bonitos e ajudam quem precisa. Cartões com mensagens prontas não são tão interessantes. Prefira escrever coisas simples e sinceras, que despertem sentimentos verdadeiros em que os recebe.

O que fazer com os cartões recebidos?

O importante é dar destaque aos cartões recebidos, sendo esta uma maneira gentil de mostrar o quanto valorizamos e ficamos agradecidos por receber mensagens dos amigos.

Tão importante quanto receber e enviar mensagens positivas de felicidade, paz e saúde, é incorporar essas mensagens em nossa vida. É deixar que coisas boas entrem no coração, aliviando as mágoas e rancores acumulados.

É estar disposto a compreender mais e julgar menos as pessoas com as quais convivemos. É sentir-se capaz de atos que beneficiem não só a si próprio, mas também aos outros. É enfim tentar viver o verdadeiro sentido do Natal.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: natal picologia cartão confraternização

Últimas