Como ter elevada auto-estima

Como ter elevada autoestima

Vimos na matéria anterior que a auto-estima é composta de competência pessoal, sentimento de valor pessoal (auto-respeito) e achar-se merecedor da felicidade.

Agora veremos como pode ser desenvolvida a auto-estima aplicando-a no emagrecimento ou manutenção de um corpo magro, bonito e saudável.

O primeiro fator é estar sempre consciente de tudo que faz. Respeitar a realidade seja ela agradável ou dolorosa. Ter respeito pela verdade, fazer o que realmente quer e pensa. Assumir riscos possíveis, agir com honestidade consigo mesmo e com os outros. Viver no presente e ser responsável apenas pelo que é de sua conta. Não assumir responsabilidade dos outros. Enfrentar os próprios problemas sem adiá-los. Ter vontade de ver e corrigir os seus erros, enfim, agir com razão e inteligência.

Esses conceitos devem ser aplicados, pois a realidade é que o mundo inteiro está engordando devido às novas maneiras de viver e alimentar-se. Os tipos de alimentos, a facilidade de gastar menos tempo no preparo. O comer depressa, a vida sedentária. O excesso de festas em que predominam a comilança. Hoje está assim.

A auto-estima exige que se viva com a verdade para que não ocorra ansiedade de ser pego em alguma mentira. Comer escondido, assaltar a geladeira durante a noite revela incongruência nos seus atos e gera conflitos internos. Não adianta pensar uma coisa e fazer outra. Sua consciência o pressionará e apresentará aquilo de forma inconsciente através de seu corpo.

Fugir dos riscos necessários também não adianta. Vá a festas mesmo durante o emagrecimento coma e beba aquilo que lhe é permitido. Antes de ir à festa saboreie alguma fruta para aliviar a fome. Seja honesto no seu objetivo.

Procurar viver o máximo no presente. O passado traz culpas ou certas irresponsabilidades, mas o que importa é o que você está fazendo hoje. Que o futuro seja apenas para visualizar seu objetivo final. Isso o motivará. Utilize apenas os alimentos do cardápio hoje. A mente gosta de metas curtas. O presente é bem recebido.

Assuma a responsabilidade de colocar os alimentos na sua boca. Isso só depende de você. O que os outros comem não lhe interessa. É responsabilidade deles. Resolva seus problemas o quanto antes, assim você não corre o risco de tentar compensá-los com alimentos.


Se errar alguma vez em seu cardápio ou deixar de exercitar-se, reconheça seu erro, aceite e corrija-o. A repetição de erros é prejudicial. O ser humano erra mesmo.

Finalmente faça suas escolhas com inteligência, sabendo que está utilizando sua plena consciência nos atos que pratica.

Aguardo perguntas e sugestões.

Comente

Últimas