Compromissos definitivos: como lidar com eles?

Veja dicas com perguntas e respostas de um especialista de como lidar com os compromissos definitivos
Compromissos definitivos: como lidar com eles?

Foto: iStock / 4maksym

Como podemos lidar com nossos compromissos que se tornam definitivos em nossas vidas?

Devemos lidar de forma leve. É comum, com o passar do tempo, experimentarmos uma sensação de aprisionamento ou monotonia com os compromissos que se tornam permanentes em nossas vidas, e isso faz com que o compromisso adquira uma carga negativa. Quando isso acontece, precisamos fazer uma reflexão e tomar algumas atitudes para mudar nossa forma de encarar tal compromisso e eliminar essa carga negativa adquirida com o passar do tempo.

Por exemplo, matrimônio, dicas de como podemos renovar os votos de matrimônio a cada dia?

Quando se trata do matrimônio, é importante que o casal busque sempre formas de revitalizar a relação. É natural que com o tempo o casal deixe de dar importância para coisas que fazem com que a relação continue boa. Muitos casais acabam caindo numa rotina em que eles apenas desempenham seus papéis (de marido e esposa / pai e mãe) e deixam de lado as manifestações de afeto que são muito importantes para a manutenção do amor e do desejo. Gestos de carinho, manifestação do desejo sexual, atividades sociais  com amigos e família, momentos de lazer, viagens e programas a dois, são coisas que facilitam a manutenção do compromisso.

Estar com uma pessoa para sempre, amar a mesma pessoa a cada dia de nossas vidas não é fácil, mas é possível quando existe comprometimento da parte dos dois?

Sim, é possível. Mas pra isso acontecer é necessário que as duas partes estejam dispostas a investir na relação. Princípios como: respeito, confiança, aceitação, boa comunicação e companheirismo são imprescindíveis para que a relação permaneça boa independente do tempo.

Quais os compromissos mais comuns que estão presentes em nosso dia a dia?

Os mais comuns são: compromissos financeiros, profissionais, afetivos e familiares. 

Comprometimentos profissionais, saber lidar com as tarefas diárias e metas que devemos alcançar sem entrar em momentos de monotonia?

A qualidade da relação que as pessoas estabelecem com suas atividades profissionais irá determinar o sentimento que as pessoas vão ter enquanto exercem essas atividades. Uma pessoa que encara o trabalho como "um mal necessário" ou como uma atividade desprazerosa, muito provavelmente vai experimentar sentimentos negativos relacionados a ele. É importante que a pessoa consiga se reconhecer naquilo que faz, isso faz com que o compromisso com o trabalho fique mais leve e menos desgastante. 

Muitas pessoas tendem a aumentar a insatisfação que sentem com alguns aspectos de suas profissões, e acabam atribuindo essa insatisfação ao todo, quando na verdade existem muitos outros aspectos do trabalho que são bons e que trazem sentimentos positivos; e são esses aspectos que precisam ser valorizados. 

Um exercício que pode ajudar a ressignificar a relação das pessoas com suas atividades profissionais, é buscar dentro do ambiente de trabalho momentos prazerosos ou atividades que as proporcionem maior satisfação.  

Dicas de como podemos mudar e renovar a cada dia nossos compromissos definitivos sem que se entre em uma energia desmotivacional e monótona de sempre estar fazendo a mesma coisa com a sensação de nunca estar saindo do mesmo lugar. 

Somos responsáveis por nossos compromissos. Ter essa consciência nos tira da posição de passividade e da vitimização - posição que quase sempre mobiliza os pensamentos e sentimentos negativos relacionados aos compromissos que temos. 

Quando assumimos essa responsabilidade fica mais fácil substituir os pensamentos ruins por pensamentos mais positivos, como: "Estou casado porque escolhi"; "Trabalho porque eu quero e posso trabalhar"; "Pago determinadas dívidas porque optei por isso"; etc. Esse posicionamento tende a eliminar a sensação de monotonia e de aprisionamento. 

Por Fernando Romeiro - Psicólogo (www.psicologoeterapia.com.br)


Comente

Últimas

Copyright © 2019 e-Mídia