Controlando a ansiedade

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Controlando a ansiedade

Sem dúvida, a ansiedade é considerada um dos maiores problemas da atualidade. A agitação e a correria do dia-a-dia contribuem para o seu aparecimento. Impaciência, irritação, menor concentração e memorização são alguns dos sintomas emocionais da ansiedade. Além disso, ela provoca mudanças físicas, como cansaço, palpitações, dores de cabeça e tonturas.

"A ansiedade aparece quando a pessoa perde seu equilíbrio e as coisas não saem como ela gostaria. Geralmente ela se sente ameaçada e insegura. Às vezes, estes sintomas podem ser até inconscientes", afirma psicóloga Ana Maria Cabrera, membro da Associação Transpessoal Internacional (ATP).

Os medicamentos usados para o tratamento da ansiedade são os ansiolíticos. Feitos à base de benzodiazepínicos, eles têm química capaz de estimular o cérebro e equilibrar os estados de tensão e ansiedade. Sua fórmula pode causar dependência.

Outra forma de identificar o distúrbio é por meio do apetite. Como a pessoa fica em estado de inquietação, ela tende a sentir um vazio interno e algumas acabam descontando na comida. "Os ansiolíticos agem no Sistema Nervoso Central, mas são paliativos. Eles ajudam a moderar o mal-estar, mas não agem na causa do problema, que é de cunho emocional", acrescenta Ana Maria.

A ansiedade pode surgir em todas as idades, até em crianças. Para tratá-la pela raiz, o mais indicado é procurar um terapeuta.

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas