De bem com a vida

De bem com a vida

O desejo de superar problemas, alcançar objetivos e realizar sonhos faz com que os livros de autoajuda tenham grande aceitação. Todavia, nem sempre esses livros são eficientes para a solução de conflitos.

A administração eficiente dos problemas que surgem durante a vida provoca o crescimento da pessoa. Quando as ações são adequadas para conduzir ao resultado esperado, a pessoa passa a acreditar mais em si mesma como construtora da própria realidade. Torna-se vencedora e bem sucedida.

O mundo moderno tornou-se propício ao surgimento de problemas mentais e físicos. Na realidade, ocorre que muitas vezes os indivíduos ultrapassam seus limites, não respeitando suas possibilidades.

É preciso aceitar o ritmo biológico próprio e sempre respeitá-lo. É necessário dedicar-se a tudo o que seja realmente importante, mas também é essencial descansar, dormir bem, alimentar-se corretamente e divertir-se.

É aceitável certo nível de tensão, ansiedade, insegurança, irritabilidade, desconfiança e tristeza. Entretanto, a forma e a intensidade com que esses sentimentos interferem no cumprimento de compromissos e na clareza de pensamento determinam o grau de normalidade das pessoas.

Saber rir de si mesmo é uma prova de sabedoria e maturidade. Significa reconhecer os próprios limites e ter consciência de que ninguém é perfeito. Quem não se leva excessivamente a sério é capaz de compreender melhor os outros, de não atribuir importância exagerada a coisas insignificantes. Assim, melhora seu relacionamento e torna-se uma pessoa muito mais sociável.

Quem é muito severo consigo mesmo sofre bem mais, podendo perder a auto-estima e entrar em depressão. A influência dos pais é decisiva para que a criança tenha uma visão positiva de si mesma e do mundo, tornando-se uma pessoa otimista quanto ao seu próprio futuro.

Muitas pessoas já passaram por grandes tragédias na vida, mas conseguiram superar a dor e a tristeza, não se deixando abater pelas perdas sofridas. Essas pessoas desenvolveram a capacidade de crescer ao enfrentar problemas realmente sérios na vida.

O fatalismo e o sentimento de vítima impedem que a pessoa consiga mudar de rumo, projetar-se no futuro e realizar seus sonhos. É preciso serenidade e clareza de pensamento para analisar as circunstâncias e encontrar uma solução satisfatória para os problemas.

Diz-se que a doença que causa maior sofrimento é sempre a que você tem. O mesmo se aplica aos problemas. Para viver bem, é necessário que o corpo e o cérebro estejam afinados. É preciso respeitar os sinais que o corpo envia quando se estabelece um descompasso entre um e o outro. Os limites precisam ser respeitados!

Comente

Últimas