Feng Shui também é saúde!

Técnica pode ajudar você a ter bons hábitos alimentares

Feng Shui também é saúde

Aí está você tentando de todos os jeitos manter a dieta prescrita pelo médico, mas sempre cai na tentação e pisa fora do regime. Talvez a disposição dos móveis ou a cor da sua cozinha estejam trabalhando contra você, sabia? Para resolver esse problema você pode recorrer ao Feng Shui. A técnica pode lhe ajudar a se controlar e melhorar seus hábitos alimentares!

Ao harmonizarmos nosso ambiente, geramos o equilíbrio dos elementos madeira, terra, metal, fogo e água. Cada um destes corresponde a um órgão do nosso corpo e, quando desequilibrados, cada um é responsável por algum sintoma desagradável como dor nos pés, cansaço exagerado, dores no corpo, gastrite, dor de cabeça etc.

A consultora de Feng Shui, Regina Rossini Ruiz, explica: "Quando aplicamos o Feng Shui em nosso ambiente, aumentamos as chances de nosso organismo entrar em equilíbrio, assim, nossa ansiedade diminui e a disposição para uma reeducação alimentar aumenta".

Veja só a quais órgãos os elementos correspondem:

MADEIRA - O fígado e os órgãos associados (tendões, músculos, olhos);

FOGO - O coração e os órgãos associados (vasos sanguíneos, língua);

TERRA - O baço, estômago e os órgãos associados (boca);

METAL - Os pulmões e os órgãos associados (pele, nariz);

ÁGUA - O rim e os órgãos associados (ossos, ouvido).

Procure manter sua casa limpa e com aroma suave de lavanda. Para a cozinha, Regina indica: "Mantenha sua cozinha limpa,organizada e iluminada. Use cores claras e tons pastéis para diminuir o apetite. E cores vibrantes e fortes para aumentá-lo". As cores como laranja, vermelho e amarelo forte são dinâmicas e vão estimular uma mastigação rápida, além de abrir o apetite.

Caso a porta de entrada da sua casa abra para uma parede muito próxima, de forma a criar uma sensação de bloqueio, coloque um espelho grande na parede, assim as pessoas podem se ver em profundidade ao entrar e isso reduzirá o sentimento de insegurança. "Uma pessoa insegura tem a tendência de comer mais para tentar equilibrar as emoções", alerta a consultora.

Se a porta de entrada abrir diretamente para a cozinha, ou com vista para ela, procure usar os tons frios e pastéis para acalmar o apetite. Verde claro seco ou azul com nuances de lilás pode funcionar bem. Essas cores podem estar nas paredes ou mesmo em acessórios espalhados pelo cômodo.

Levar as cores para o prato é também uma ótima dica. "Fazer uso de todas as cores na alimentação é o mais indicado. Por exemplo: laranja com a cenoura, amarelo com o pimentão, roxo no repolho, vermelho no tomate; branco com o nabo e verde em algumas folhas", recomenda a consultora. Como ela explica, cada cor é responsável por um órgão e gerar energia para todos é uma atitude inteligente, assim o sistema fica "animado" a queimar gorduras. Para quem tem perda de apetite, o laranja, o vermelho e o amarelo devem imperar, tanto no ambiente como na alimentação.

E não são só as cores que podem ajudar sua reeducação, você pode usar truques em si mesma para ter hábitos mais saudáveis. "Procure deixar bem à vista frutas bonitas e suculentas, revistas com belas imagens de saladas e legumes de cores vibrantes!", ensina Regina. E esconda de si os potes com biscoitos e guloseimas.

Manter um relógio de parede maior pode ajudar a controlar seus horários. O ideal é que você passe 20 minutos se concentrando e mastigando a cada refeição. As louças brancas também devem merecer sua preferência. Arrumar a mesa de forma bonita e agradável, com guardanapo, apoio com jogo americano ou toalha, não leva muito tempo e faz muita diferença. A diversidade de formas como quadrados, retângulos, formas redondas e triangulares nos objetos e mobiliário são ideais para manter o equilíbrio.

Com essas dicas, você se sentirá mais calma e relaxada, comerá com menos pressa e se concentrará mais em cada parte da casa e do seu corpo. O Feng Shui ajuda, e muito, mas a energia da mudança está dentro de você.

leia também


Juliany Bernardo (MBPress)

Comente

Últimas