Futebol pode ajudar na educação e formação das crianças

O ideal é que as crianças pratiquem o esporte, sem compromisso até os 11 anos

Futebol pode ajudar na educação e formação das cri

Copa do Mundo chegou e os assuntos variam entre jogadores e datas de jogos, além do protagonista de toda essa história: o futebol. Apesar do esporte ser praticado como distração com as crianças, a prática milenar (que existe desde o século II) pode ser recomendada para o desenvolvimento pedagógico dos pequenos e ajuda a ensinar alguns aspectos de formação aos filhos.

De acordo com o levantamento "A relevância do futebol como aspecto pedagógico no ensino fundamental (5º série à 8º série)", do Grupo de Pesquisa em Educação Física Escolar da Faculdade de Educação, da Universidade de São Paulo (USP), o futebol pode desenvolver na criança as capacidades de se sociabilizar, entender e respeitar regras, além de compreender o significado de trabalho em equipe e esforços para atingir resultados, podendo os tornar cidadãos críticos, questionadores.

Na sala de aula, o mesmo estudo aponta que o futebol pode ser incentivado como uma lição a partir dos 6 anos. A prática é uma matéria da Educação Física que se intercala com demais áreas (Artes, Inglês, História, Matemática e Português), além de explorar a cultura corporal da criança. A pesquisa explica também que o futebol, além de lúdico, é uma prática que pode ajudar também as crianças que não têm habilidades motoras.

A única desvantagem fica por conta da sobrecarga psicológica, que é desenvolvida pela pressão que os responsáveis e professores podem depositar sobre as crianças. O ideal é que as crianças pratiquem o esporte, sem compromisso até os 11 anos. Assim, os pequenos têm um entendimento melhor das regras do jogo, sem se comprometer fielmente a uma carreira, ou um futuro de adulto - é sempre importante lembrar que apesar de talentosas, crianças ainda são crianças.

Por Caroline Sarmento


Comente

Assuntos relacionados: motivação bem estar futebol

Últimas