Ilumine-se para o Natal e todos os dias do ano!

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Iluminese para o Natal e todos os dias do ano

Dezembro! Mês de festas, Natal, presentes, preparo de ceias, simpatias e muitas expectativas para o novo ano. Os rituais são muitos, mas será que as pessoas estão realmente com este espírito festivo e com motivo para comemorações?

Se formos analisar os últimos fatos que vêm acontecendo no mundo, me parece que não há muito que comemorar. Mas tudo isto pode e deve nos levar a uma reflexão da necessidade urgente das pessoas buscarem a paz interior, que com certeza se refletirá na paz no mundo. Independente da religião, as pessoas estão precisando desenvolver uma maior espiritualidade, ter fé, ou seja, acreditar em algo e, acima de tudo, acreditar em si mesma.

Por mais que sabemos ser este o caminho mais indicado a trilhar, a maioria ainda se prepara para as festividades sempre por uma busca no externo, seja na compra de presentes, nos enfeites das casas, comércios e ruas, nos preparativos para a ceia.

Copiar as tradições sem entender o verdadeiro significado, faz com que assumam características puramente comerciais, quando o objetivo deve ser exatamente o contrário, uma busca pela evolução interior de cada um.

Os enfeites e tradições do Natal foram trazidos para o Sul do Brasil pelos alemães, espalhando-se, com o passar do tempo, por todo o país. A luz é o principal símbolo do Natal. As pequenas luzes continuam neste ano, presentes nas fachadas das casas e prédios, nas ruas, nas árvores, nas velas e estão se transformando no maior símbolo da chegada do Natal.

O uso das luzes no período natalino tem origem na festa pagã do Deus Sol, que é próxima ao dia 23 de dezembro, variando em horário e até dia, de ano para ano. Essa festa de luzes era celebrada desde antes do nascimento de Jesus Cristo.

Mas, quando grande parte dos povos germânicos se converteu ao cristianismo, aceitando Jesus como a luz espiritual que ilumina o homem, resolveram comemorar a data do nascimento de Cristo no dia 25 de dezembro, utilizando as luzes, para marcar o início do solstício de verão (simbolizando o poder do Sol físico substituído pela luz espiritual).

No hemisfério norte, o Solstício é de Inverno, no hemisfério sul, Solstício de Verão. Esta simbologia tão significativa deve estar presente antes de tudo, dentro de cada um de nós, pois é a luz espiritual que nos ilumina e nos faz brilhar em todos os dias do ano.

As pessoas acabam utilizando os enfeites de Natal também como uma terapia ou um escape para a monotonia diária, como se fosse uma quebra na rotina. E ao fazer uma decoração diferente na casa, aproveitam para expressar algo do seu interior. A tradição da troca de presentes, também perdeu seu sentido. Deveria ser um ato que demonstra generosidade, amor, perdão, união e, acima de tudo, troca. Hoje, muita gente o faz por obrigação.

Faltam às pessoas mergulharem mais na profundidade de seu mundo interior e lembrarem que estar ao lado daqueles que se ama e demonstrar o quanto são importantes deve ser uma busca diária e não apenas em uma época específica como o Natal ou na passagem para o próximo ano.

Talvez por tanta simbologia esta época do ano toca diretamente nas emoções das pessoas, que ficam mais sensíveis, emotivas e os sentimentos afloram com mais facilidade. A nostalgia parece tomar conta e muitos não gostam desta época do ano, pois trazem a saudade de momentos que ficaram no passado e não voltam mais.

Após uma análise dos verdadeiros motivos dos rituais, podemos fazer uma reflexão dos nossos próprios comportamentos e atitudes e mudar cada um se for preciso. Natal é tempo de magia, de sonhos, pois nos remete inconscientemente a uma época em que éramos crianças e acreditávamos no bom velhinho de barbas brancas e que poderia realizar cada um de nossos desejos.

É preciso trazer essa capacidade de sonhar para o momento presente. E lembrarmos que a energia da fé e da esperança nunca deve deixar de existir. E se você quiser dar um presente, lembre-se que o presente mais esperado por todos ainda é um só: amor.

Depois de ler este artigo você pode fazer o seguinte exercício para começar a projetar coisas positivas para o próximo ano. Feche os olhos e imagine-se no dia 31 de dezembro de 2004. O ano não está errado, é este mesmo. Faça uma retrospectiva do ano 2004 como se ele já tivesse passado e agradeça tudo de bom que você conquistou. Faça uma carta para registrar tudo que aconteceu em sua vida. Guarde com muito carinho e quando chegar esta data efetivamente leia e veja o que realmente conseguiu realizar e lembre-se sempre de agradecer.

Como diz um trecho da música "Canção do Terceiro Milênio interpretada" por Leonardo: "Vamos todos fazer nosso sonho se realizar, ninguém deve passar pela vida sem acontecer, o sol nasce pra todos, ninguém vai ficar sem brilhar, e é por essas e outras que a gente tem que agradecer..." .    

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas