Linguagem corporal e comportamento: como as pessoas vêem você?

Veja quais são as linguagens mais comuns e o que elas representam
Linguagem corporal e comportamento: como as pessoas vêem você?

Foto: iStock / Wavebreakmedia

A linguagem corporal desempenha um papel fundamental em qualquer tipo de contato que temos com outras pessoas, seja afetivo, de amizade e principalmente profissional. É muito comum que, ao passarmos pela fase da adolescência à vida adulta, sejamos influenciados por pessoas de nosso convívio com gestos, palavras ou gírias. Isso faz parte da convivência e da admiração que temos pela pessoa envolvida, bem como o ambiente que estamos inseridos.

No entanto, com o passar do tempo, essas novas manias ou palavras podem desaparecer ou até mesmo se intensificar, tornando-se uma marca registrada do indivíduo. Entretanto, é bastante importante analisar o que de fato pode ser bom ou o que pode atrapalhar direta ou indiretamente no convívio com os demais, ou mesmo e, principalmente, no ambiente de trabalho.

Abaixo, alguns comportamentos que influenciam em nossa linguagem corporal e na maneira como o outro pode nos ver:

Gestos com as mãos

Falar e gesticular muito com as mãos, de maneira que até os braços se mexam – isso representa certa ansiedade na maneira de falar e representar aquilo que você quer dizer. Por um lado o ouvinte pode ficar mais interessado na conversa pela empolgação do emissor. Por outro lado, pode demonstrar um comportamento chamativo em que o ouvinte pode se sentir incomodado, por exemplo, se estiverem em público.

Balançar as pernas enquanto aguarda ou conversa

Geralmente balançar as pernas é involuntário, sendo comum na maioria das pessoas. No entanto, é o tipo de comportamento que diz muito numa entrevista de emprego ou numa conversa com alguém importante (seu chefe, por exemplo). O balançar de pernas desperta no outro a sensação de que, ou você não vê a hora de que a conversa acabe, ou você é extremamente ansioso. Por isso, policiar-se e controlar essa linguagem corporal será extremamente importante para você.

Estalar os dedos

O estalar de dedos também é muito comum entre a maioria das pessoas, mas também pode demonstrar irritação, ansiedade, estresse ou aflição. Como dito no item acima, numa conversa importante, evitar esse tipo de comportamento é importante como forma de manter o autocontrole e demonstrar (mesmo que ilusoriamente) sua segurança diante da pessoa ou da situação.

Morder o canto da boca

Outro comportamento comum, mas que pode ser prejudicial, principalmente, na questão da higiene bucal. Dentro de todos os malefícios que isso pode trazer em questão de saúde, demonstra também algum tipo de ansiedade ou estresse.

Entre esses e outros exemplos, o mais importante de entender a linguagem corporal é que todo e qualquer repetitivo pode ser visto como ansiedade ou estresse que é colocado “para fora” em forma de comportamentos ou falas. Vale tentar se policiar para exercitar o autocontrole e também para que essas atitudes, conduzidas de maneira natural e não tão expressiva, sejam vistas como sofisticação e não afobação.

Além do próprio policiamento, pedir ajuda de amigos ou familiares que convivem com você, para lhe indicarem quando você estiver tendo aquele comportamento de novo, sabe? Assim será ainda mais fácil e produtivo.

Psicóloga Thaiana Filla Brotto - Psicólogos Paulista


Comente

Aproveite o Dia dos Namorados para cozinhar receita deliciosas com o seu/sua crush!

Receitas para o dia dos namorados

Últimas

Copyright © 2019 e-Mídia