Mirem-se no exemplo daquela mulher...

Miremse no exemplo daquela mulher

Todas as semanas, eu fico pensando o que escreverei para o Cyber Diet.

Às vezes sinto um certo receio em me tornar repetitiva e um pouco sem graça. Estes pensamentos, por vezes, afetam um pouco minha inspiração e criatividade.

Em determinados momentos, me avalio como uma colaboradora com "pinta" de escritora e me vejo apenas como uma psicóloga... Sou antes de qualquer coisa uma pessoa comum e, por força e mérito da profissão, meu talento para a observação se tornou bem aguçado.

Percebo então que minhas aflições são até certo ponto exageradas, pois escrever é muito mais simples e tranqüilo (por mais que meu senso crítico insista em interferir).

Associando então, minhas características pessoais e profissionais, nada me escapa. Foi exatamente assim que estava ao receber uma revista da qual sou assinante. De imediato a capa me chamou muita atenção. A matéria da referida capa era sobre uma história de sucesso de uma empresária.

Até aí, nada de tão especial.

Mulher, empresária - e de sucesso - merece este destaque, principalmente nos dias de hoje, quando os infortúnios e as tragédias são os temas mais concorridos.

O que me chamou muita a atenção foi que o tema que a fez se tornar capa desta importante revista não foram os lucros promissores ou qualquer coisa relacionada aos seus feitos empresariais.

O que a tornou merecedora de tal tributo foi a história do seu sucesso pessoal na busca incessante pelo equilíbrio do seu corpo, do seu peso. Lendo a matéria percebi que a história desta mulher é comum a uma grande parte das pessoas que querem emagrecer.

O que foi então que a tornou tão especial a ponto de ser capa de uma revista de temas variados?

Não é uma revista especializada ou direcionada para um tema específico. São geralmente temas gostosos e prazerosos de serem lidos em uma tarde de domingo... Entretanto, o grande diferencial foi que ela está vencendo a batalha.

Está se redescobrindo, se reconhecendo... Ser milionária era circunstancial. Ser feliz era primordial. E ela foi atrás. E está conseguindo a ponto de reverter o que era motivo de depressão, amargura em mais um grande negócio. Escreveu dois livros, está lançando no mercado produtos lights e continua a ser empresária de sucesso, só que atualmente por méritos próprios e unicamente pessoais.

Com certeza até chegar neste ponto ela se cansou, pensou em desistir. Deve ter passado por maus bocados se sabotando, se boicotando, se judiando. Sofreu com a "Síndrome Sanfona". Deve ter se frustrado várias vezes, mas não desistiu.

Nada e nem ninguém a fez parar, e motivos para parar devem ter ocorrido aos montes. Ela se determinou, se quis mais feliz. Ela se buscou. Foi à luta! Caiu, levantou. Caiu novamente e se levantou com a mesma velocidade.

Ela queria ser magra. Ela precisava ser magra para mostrar a ela própria sua competência, seu valor. Ela fez por ela e continua a fazer.

Sabe que não pode parar, principalmente agora que assumiu uma grande responsabilidade: ser um exemplo de disciplina, objetividade, determinação e força de vontade.

Ela está fazendo um grande bem para aqueles que, de alguma maneira, admiram sua história, só que o bem maior está fazendo a si própria.

Ela é escancaradamente FELIZ! Ela é o SUCESSO, a VITÓRIA.

Esta pode ser a história de qualquer pessoa. Esta pode ser a minha, a sua história. Basta acreditar que é capaz de fazer por VOCÊ o bem maior. Acredite, somos capazes de tudo o que REALMENTE queremos.

Comente

Assuntos relacionados: sucesso psicologia

Últimas