O Coração e a Mente

O Coração e a Mente

O desejo de permanecer vivo e as informações da mídia estão levando as pessoas a pensar mais em seus sistemas cardiovasculares.

De problemas no coração todo mundo tem medo, mas prevenir as doenças cardiovasculares é uma questão de atitude. Temos visto que para prolongar a vida útil do coração e de todos os demais aparelhos do corpo humano se faz necessário usar a mente. A automotivação está dentro da mente de cada um.

Na prática isso não acontece. A prova disso é que, nos últimos 60 anos, triplicou o número de mortes causadas por doenças cardiovasculares no Brasil e já se prevê que em 2.020 esse número aumentará.

A prevenção dessas doenças exige que se mantenha o peso ideal para cada pessoa no qual o IMC (índice de massa corpórea obtido pela divisão do peso pela altura ao quadrado) esteja entre 18,5 e 25. Acima disso é preciso promover o emagrecimento.

Comer com qualidade e em quantidade satisfatória para cada organismo. Controlar o consumo de sal, praticar atividades físicas, evitar o fumo e não beber alcoólicos em excesso, controlar a pressão arterial, checar os níveis de colesterol e frações, triglicérides, glicemia, administrar o estresse saindo da rotina e procurar ser feliz, seria a fórmula.

Acontece que a mente do ser humano é preguiçosa e estabelece hábitos de acordo com suas necessidades para ficar mais fácil e não precisar pensar a cada momento.

Por exemplo, a vida sedentária é mais cômoda do que fazer exercícios e isso cria o hábito. Para romper esse hábito e os demais é preciso exercitar antes a mente e fazer várias coisas ao mesmo tempo, ler bastante, praticar jogos de estratégia, exercícios de concentração e de memorização.

Procure fazer atividades físicas que dão prazer, pois com isso há liberação de beta-endorfinas. Evitar atividades de competição para não causar estresse.

Para ativar a mente é necessário alimentar-se regular e saudavelmente. Fortalecer a rede social e de afetos em que predomina o reforço do relacionamento, evitando assim as comemorações (com comidas e bebidas).

Praticar o autoconhecimento, principalmente sobre o próprio corpo como relaxamento, meditação, respiração abdominal, permitindo a busca de pequenos e grandes prazeres.

Vemos que tudo isso é uma questão de mudança nos hábitos já instalados e no estilo de vida.

O comando é da mente para prevenir os problemas cardiovasculares, a esclerose cerebral e o mal de Alzheimer. A mente preserva o coração e o corpo.

Aguardo perguntas e sugestões.

Comente

Últimas