O medo de ser magra

O medo de ser magra

Se você está acima do peso desejado, já passou por sua cabeça ter medo de ficar magra? Você provavelmente deve estar pensando que o que mais deseja é ficar magra, que eu devo estar louca e que não há medo algum nisso. Será? Conscientemente está certa.

Deseja mesmo é eliminar alguns, ou muitos, quilinhos. Mas, em seu inconsciente podem haver inúmeras possibilidades dessa afirmação ter alguma relação com sua dificuldade em alcançar o peso desejado.

Em que você pensa quando ouve a palavra magra? Sugiro que pense por alguns minutos, associe livremente e escreva o maior número de associações que lhe vierem à mente. Pode ser que escreva apenas características positivas, como também pode se surpreender com o quanto algumas são negativas. De todas suas respostas, quais você se permitiria parecer?

Por exemplo, se associar à palavra magra com alguém muito doente, com certeza não será com esse tipo de pessoa que deseja ser. E não será! Quando imaginar como seria sua aparência se eliminasse os quilos que deseja, tenha certeza de que todas as suas associações e características tenham somente conotações agradáveis para você.

Ser magra é, supostamente, o ideal da cultura, onde se gasta bilhões com propagandas e dietas milagrosas na busca por esse ideal. Mas, para muitos, ser magro pode significar vulnerabilidade, fraqueza, fragilidade.

Quantas mães não fazem questão de ter seus filhinhos bem gordinhos, com belas bochechas e coxas para serem apertadas? Para elas é sinal de saúde, beleza, cuidado. Pode ser também relacionada com pessoas desajeitadas, ou muitas outras características negativas.

Você já se perguntou: como serei com 10 quilos (ou quantos você pretende) a menos? Muitas pessoas se identificam e vivem tanto tempo com o excesso de peso que acreditam que se a gordura desaparecer, elas desaparecerão também. Sentindo, assim, um verdadeiro pânico só de imaginarem-se mais magras.

Uma mulher deu um grito quando olhou no espelho depois de ter eliminado 50 quilos e não ter reconhecido a si mesma, perguntando-se: quem é no espelho essa estranha que substituiu minha antiga imagem? Sentindo-se assim, algumas pessoas podem acreditar que precisam voltar ao peso que estavam, ainda que muito acima do ideal, para continuarem a existir. Há muitos outros motivos para o medo de ser magra ou, ainda, depois de ter eliminado alguns quilinhos, voltar ao peso anterior, como os relatos abaixo:

  • "Comecei a receber muita atenção e não conseguia lidar com isso."
  • "Minha mãe também estava acima do peso e por anos criticava minha aparência. Quando emagreci, nosso relacionamento se tornou muito tenso, afinal, antes éramos gordas, mas unidas. Agora eu sou a ridícula que não a acompanha em mais um pedaço de bolo. Me sinto como se estivesse a traindo."
  • "Minhas amigas passaram a não gostar de sair comigo. Antes eu não representava perigo algum. Hoje sou mais uma concorrente."
  • "Algumas pessoas me perguntam se estou doente, sempre insistindo para que eu coma mais. Na verdade, sentem inveja porque eu consegui emagrecer e elas não."
  • "Meu casamento não ia muito bem e, como eu estava acima do peso, meu marido nunca me procurava para relações sexuais, o que me dava um certo alívio. Mas, depois que emagreci, não tive mais como evitar e não o suporto."
  • "De repente, depois que emagreci, os homens começaram a olhar para mim como um objeto, antes eu era a amiga, confidente. Agora... e não sei como lidar com isso."
  • Esses relatos nos mostram claramente apenas alguns dos medos que podem estar por trás da gordura e que podem dificultar que você alcance ou mantenha o peso que tanto deseja. Você se identificou com algum desses relatos? Ou o seu seria outro? Qual?

    Se quiser descobrir se tem medo de ser magra, pegue uma folha de papel e escreva: Quando eu chegar ao peso que desejo, eu vou... Escreva tudo que lhe vier à cabeça. Se não se lembrar de muita coisa, procure observar-se no decorrer da semana, perguntando-se: como uma mulher magra iria se comportar e se sentir nesse caso? E escreva na sua lista.

    Quantos mais dados você conseguir anotar, mais informações terá. Poderá perceber que ao chegar ao peso desejado, poderá vestir outras roupas, estará mais ágil, se sentirá mais amada, mais corajosa, mais humorada, poderá ir à praia, piscina. Ou seja, ficará magra sem medos, mas com a certeza de ter conseguido alcançar o que tanto deseja.

    Agora, faça de conta que já está magra. Passe um dia inteiro sentindo-se como se tivesse com o peso que deseja. Ria, brinque, fique feliz. Experimente e dê a si mesma o direito de ser como você realmente é antes mesmo de chegar ao peso que, com certeza, chegará!   

    Comente

    Assuntos relacionados: psicologia magreza peso medos magra

    Últimas