O poder das agulhas

Acupuntura ajuda no tratamento de celulites e gordura localizada

O poder das agulhas

Quando aqueles temíveis furinhos aparecem no glúteo ou na coxa ou quando umas gordurinhas indesejáveis impedem que uma determinada roupa tenha um bom caimento, as primeiras coisas que as mulheres fazem são correr para as clínicas de estética, fazer uma reeducação alimentar e intensificar os exercícios físicos.

Mas existe outro método que também garante resultados muito bons: a acupuntura. Para estes dois casos é utilizada a eletroacupuntura, procedimento no qual as agulhas são presas a eletrodos que emitem impulsos elétricos ao corpo.

"Além de produzir colágeno, a eletroacupuntura promove a lipólise, ou seja, redução da gordura do local e a consequente desinflamação das células", explica a Dra. Aparecida Enomoto, especialista em Acupuntura pela Universidade de Medicina Tradicional de Beijing e fisioterapia.

Para redução da celulite as agulhas são introduzidas geralmente no glúteo, nas coxas e na cintura. A grande vantagem é que pessoas com qualquer grau do problema podem ser submetidas à eletroacupuntura. E a especialista afirma: de acordo com estudos uma seção de 40 minutos equivale a 20 horas de exercício físico!

"Porém, só o procedimento não faz milagre. Se a pessoa não mudar os hábitos - melhorar alimentação e abandonar o sedentarismo - vai passar por várias seções e, tempos depois, a celulite vai voltar", alerta Dra. Aparecida.

A eletroacupuntura também ajuda a perder medidas, mas antes de tudo é preciso saber o motivo da obesidade. Portanto, vale fazer exames para saber se o aumento de peso está relacionado a problemas como tireóide, sedentarismo ou uso de anticoncepcional.

"As agulhas oferecem um bom resultado no que diz respeito à gordura localizada, mas são o mesmo caso da celulite: só o tratamento não resolve o problema", lembra a especialista. O procedimento reduz a gordura localizada e também ajuda a tratar o lado emocional do paciente. "A acupuntura traz o equilíbrio. Se a pessoa não estiver em dia com a autoestima, ela não vai conseguir emagrecer."

O número de seções para se obter bons resultados varia de pessoa para pessoa e do quanto o paciente se dedica para potencializar os resultados. Aliado a eletroacupuntura, as recomendações são comer de maneira saudável e fazer caminhada para forçar a perda de gordura.

Vale lembrar também que mulheres grávidas não devem passar pela eletroacupuntura, a menos que haja recomendação médica para aliviar enjoo e dores. Pessoas que fazem quimioterapia também não devem recorrer à acupuntura. Por estarem com a imunidade muito baixa, a picada da agulha pode virar uma inflamação.


Juliana Falcão (MBPress)

Comente

Últimas