O que são os chakras?

Entenda melhor e saiba como ativar os 7 chakras principais

O que são os chakras

Os chakras são centros de energia localizados no perispírito, um envoltório que faz a ligação entre o corpo e o espírito. Eles são capazes de captar, acumular e distribuir energia para o corpo. Essa energia é que vai trazer benefícios ou malefícios ao organismo e ao ambiente que circunda o indivíduo.

Os chakras também irradiam energias diretamente no meio ambiente, alterando a atmosfera ao nosso redor. Através deles pode-se emitir vibrações de cura, mensagens conscientes ou inconscientes e influenciar pessoas, situações e até a matéria, tanto no sentido positivo como no negativo.

São encontrados cerca de 88 mil chakras, mas somente sete deles são popularmente conhecidos e considerados principais. Eles se encontram ao longo de um eixo vertical, na parte dianteira do tronco, e são decisivos para o funcionamento das regiões mais importantes do corpo, da mente e da alma, por isso devem ser trabalhados individualmente.

Chakra raiz - situado na base da espinha dorsal, é responsável pela energização geral do organismo, e por ele penetram as energias cósmicas mais sutis, que a seguir são distribuídas pelo corpo. Quando esse chakra é estimulado, propicia uma boa captação energética.

Chakra esplênico - relaciona-se com o poder criador da energia sexual. Quando esse chakra está enfraquecido indica distúrbios da sexualidade ou disfunções endócrinas. Quando excessivamente energizado, indica excesso de hormônios e sexualidade exacerbada.

Chakra do plexo solar - localiza-se na região do umbigo e está relacionado com as emoções. Quando muito energizado, indica que a pessoa é voltada para as emoções e prazeres imediatos. Quando fraco sugere carência energética, baixo magnetismo, suscetibilidade emocional e a possibilidade de doenças crônicas.

Chakra cardíaco - situa-se na direção do coração. Relaciona-se principalmente com o timo e o coração. Quando ativado desenvolve todo o potencial para o amor altruísta. Quando enfraquecido indica a necessidade de se libertar do egoísmo e de cultivar maior dedicação ao próximo. No aspecto físico, também pode indicar doenças cardíacas.

Chakra laríngeo - fica na frente da garganta e está ligado à tireóide. Quando desenvolvido, indica força de caráter, grande capacidade mental e discernimento. Em caso contrário, pode indicar doenças tireoidianas e fraquezas de diversas funções físicas, psíquicas ou mentais.

Chakra frontal - situa-se no ponto entre as sobrancelhas. Conhecido como "terceiro olho" na tradição hinduísta, está ligado à capacidade intuitiva e à percepção sutil. Quando bem desenvolvido, pode indicar um sensitivo de alto grau. Enfraquecido aponta para um certo primitivismo psico-mental ou, no aspecto físico, para tumoração craniana.

Chakra coronário - é o mais importante dos chakras, situa-se no alto da cabeça e relaciona-se com o padrão energético global da pessoa. Através dele recebemos a luz divina. A tradição de coroar os reis fundamenta-se no princípio da estimulação deste chakra, de modo a dinamizar a capacidade espiritual e a consciência superior do ser humano.

Os chakras estão em permanente movimento circular, como uma roda. Cada chakra é responsável pelo equilíbrio de um órgão ou glândula; eles variam de cor, brilho, diâmetro, aparência, som e vibração, possuem o formato parecido com uma flor de lótus e não são visíveis ao corpo humano, exceto se o indivíduo possuir um grau de consciência elevado. Ou seja, quanto mais consciente e evoluído é o indivíduo, maior, mais puro e equilibrado é o seu chakra.

Para ativar os chakras existem diversos meios. Pode ser através do contato com a natureza, terapia dos sons, das cores, dos aromas, com pedras e cristais, por meio da ioga, do reiki, entre outras formas. Através dessas práticas é possível ativar estes pontos de energia, buscando a harmonização do corpo e da alma.

Por Jessica Moraes

leia também


Comente

Últimas