Objetivo e relacionamentos

Objetivo e relacionamentos

Quem quer emagrecer costuma procurar um profissional da área ou acredita nas percepções de amigos.

Não importa qual método escolha e se propõe a executá-lo. A princípio a idéia é tão forte e a vontade parece ser tão grande, que tudo que for proposto à pessoa, será concordado e feito. Ao sair do consultório do profissional, uma boa parte do que foi falado é esquecido. No dia seguinte esquece-se um pouco mais do objetivo, e dentro de uma semana tudo que foi prometido é completamente ignorado.

Pois bem, acontece que se na consulta com o profissional o relacionamento não foi amigável ou convincente, ou melhor, se o grau de influência do profissional não atingiu o paciente, o objetivo tende a não ser realizado.

Isto se dá porque para que as pessoas façam as coisas determinadas por outras, é preciso objetivo e relacionamento entre elas. Ao mesmo tempo em que o objetivo é executado, é importante que o relacionamento com o profissional seja construído de forma positiva. O que na maioria das vezes não acontece.

Em primeiro lugar, depende do início do tratamento. Se não foi positivo, não haverá adesão ao que foi proposto. A seguir, depende do relacionamento entre o paciente e as outras pessoas de sua roda de amizades, que poderão desviá-lo do objetivo. É muito fácil para o paciente achar que os outros têm razão.

Por exemplo, as pessoas que não têm o mesmo objetivo do paciente podem falar para ele que é besteira emagrecer, "para que deixar de comer se vai morrer mesmo?", "A vida é uma só. Porque passar fome?", etc.

Chega-se à conclusão de que a vida realmente depende de relacionamentos. E o mais importante é que dos relacionamentos surgem as emoções que nos dirigem. Seja ela de raiva, tristeza ou alegria.

Se brigarmos com alguém, vamos comer para compensar a raiva que passamos. Estando tristes, poderemos comer para compensar a tristeza. Se numa festa ficamos alegres, poderemos comer e beber à vontade porque a ocasião merece.

Notem que dos relacionamentos surgem as emoções responsáveis pelos nossos comportamentos e adeus objetivo de emagrecer. A mensagem é: quem quiser emagrecer, estabeleça seu objetivo, evite divulgá-lo para seus amigos ou parentes e que tenha relacionamentos adequados principalmente com os familiares mais próximos para que eles não interfiram no objetivo, além de controlar suas emoções.

Aguardo perguntas e sugestões.

Comente

Últimas