Onde tudo começou?

Onde tudo começou

Você tem ficado ansiosa se vai conseguir ou não alcançar seu objetivo de atingir seu peso ideal? Muitas vezes torna-se mais fácil mudar alguns hábitos se conhecermos mais profundamente as causas deles terem se instalado. Já parou para fazer uma reflexão de quando começou a ficar com o peso acima de sua média? Você pode fazer um exame minucioso de quais eram as circunstâncias de sua vida na época que começou a ficar acima de seu peso.

Examine fotos de infância e adolescência para verificar se em algum momento teve o peso que considera perfeito. Isso é importante, pois muitas vezes pode estar com lembranças que podem não condizer com a verdade. Algumas pessoas dizem que começaram a ficar acima do peso ideal recentemente e ao olharem fotos, constatam que começou bem antes. Outras, ao contrário, acreditam que sempre estiveram acima do peso e ao olharem as fotos constatam que isso não acontecia.

Feito isso, comece a fazer um diário. Faça uma análise e anote sua idade ou o ano e procure se lembrar do que aconteceu de significativo na época e veja se há alguma relação com quando começou a comer mais, ficar acima do peso. Anote as vezes que esteve acima do peso e o que estava acontecendo naquela época.

Comece desde quando você era criança. Como era sua alimentação? Você se lembra do que gostava de comer? Tinha condições financeiras de comer o que queria? Passou privações em relação à alimentação? Seus pais usavam a comida ou doces para te agradar ou gratificar de algo que fez certo? Os momentos de harmonia e tranqüilidade aconteciam na cozinha enquanto sua mãe ou alguém preparava a comida?

Ou será que começou depois do nascimento de uma irmã ou irmão? Quais foram as frases que você ouviu quando criança sobre peso ideal? Muitas mães consideravam que a criança só era saudável se fosse "cheinha", com as coxas bem grossas, bochechas redondas para poder apertar, lembra-se disso?

Ou será que o processo se iniciou com o aumento de peso na gravidez e você não conseguiu mais recuperar o peso anterior? Ou aconteceu depois de uma perda significativa? Um amor que não deu certo, um casamento que acabou, alguém que ama faleceu? Ou ocorreu como resposta a tensões e frustrações constantes? Busque identificar as possíveis causas.

A adolescência é um período de muitas inseguranças, descobertas e necessidade de ser aceito. Como era sua relação com seu corpo? Sentia-se bem? Como era olhar-se no espelho, você se lembra? Recebeu algum apelido que detestava, que te fazia se sentir horrível, com vontade de matar quem teve tamanha ousadia?

Caso tenha tido algum, você se lembra qual era? Ou sequer quer lembrar? Você sofreu algum tipo de violência ou maus-tratos? O intuito de te fazer lembrar momentos de sua vida não é para te fazer sofrer, mas para que tenha condições de explorar sua vida em busca de entendimento e respostas. Caso não se sinta à vontade com essas lembranças, poderá buscar falar com um profissional que poderá te orientar. Mas só será resolvido quando identificada a causa.

O excesso de peso pode ser entendido com uma expressão simbólica te chamando atenção para alguma coisa que precisa mudar. Por exemplo: uma pessoa pode aumentar seu peso depois de sofrer uma desilusão amorosa, como se seu corpo estivesse expressando: "preciso ter uma barreira de proteção ao meu redor" ou ainda, "não quero mais ser desejada por ninguém". Muitas mulheres engordam como desculpa para não mais manter relação com seu companheiro. Os motivos podem ser inúmeros, cada um deve buscar os seus.

As motivações inconscientes podem ser muitas. A psique humana é muito complexa e procura expressar seus sentimentos de alguma forma, ainda que seja de uma forma que te traga sofrimento. Isso pode acontecer para você tenha consciência que deve e pode expressar o que sente de forma não destrutiva ou prejudicial e cabe a você mudar. Para mudar, compreenda o significado simbólico do seu excesso de peso. Examine honestamente sua vida, mas lembre-se que esse é um processo de investigação e não busca de culpados ou acusação. É uma das maneiras de você identificar o que seu corpo pode estar querendo dizer através dos quilinhos a mais. Mas para isso é preciso que você compreenda de fato a mensagem que ele tem tentado transmitir a você, afinal, nosso corpo fala de diversas maneiras. E cada um deve entender o seu!

Comente

Últimas