Para pensar...

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Para pensar

Estava em minha casa e pude observar meu filho, em seu quarto, ouvindo o CD do conjunto Fat Family. São músicas muito gostosas que têm um balanço americano misturado ao gingado brasileiro. São melodiosas, dançantes, românticas e extremamente agradáveis.

Tive então a curiosidade de pegar o CD e olhar a capa.

Vi o quanto são bonitos seus integrantes e com uns rostos, fisionomias, altamente simpáticas; passam uma imagem de alegria e irreverência de dar inveja...

Então pensei que esta imagem é a de todo gordinho ou de quase todos os gordinhos.

Geralmente o gordinho é o mais popular, alegre e simpático de um grupo. Sempre é solicitado por amigos, principalmente nas horas mais difíceis. É muito difícil encontrar um gordinho feio; geralmente tem um rosto quase perfeito. Em casa é a própria felicidade em pessoa; transmite bom humor, segurança e uma certa aura de paz que atrai qualquer pessoa.

Tudo é motivo de festa, bagunça, pois também é um dos mais engraçados. A maioria das pessoas gosta de ficar ao lado de alguém assim, com um super astral; se for inteligente e bem sucedido então, aí ninguém segura tanta coisa boa reunida em uma única criatura...

Agora, será que tudo isto é verdade? Às vezes os gordinhos abusam deste marketing generalizado que se instalou em volta deles. Basta encontrarmos alguém assim que nos sentiremos confortáveis e com a certeza de ter encontrado uma grande pessoa...

O gordinho transmite confiança, autenticidade, prazer em viver. Que mistério ronda nossas cabeças frente a estas pessoas que se mostram tão especiais? De onde vem este fascínio social, mas verdadeiro? A que imagem nos reportamos? Temos a mais absoluta convicção que todo gordinho é da paz...

Como chegamos a estas conclusões? Será que eles realmente são tão felizes quanto se apresentam ou representam? Por que associamos tantas virtudes a pessoas que de uma certa maneira estão fora de um padrão? Será que muitos gordinhos não conseguem emagrecer por terem receio em perderem estas qualidades? Por que se mostram tão autênticos e amistosos? Quem são estas pessoas que merecem destaque em qualquer situação, seja positiva ou negativa? Quem não teve ou tem um amigo gordinho? Ter uma mãe, avó, tia gordinha é sempre um privilégio, pois geralmente são pessoas que cozinham muito bem além de serem muito legais...

Por que a imagem de ser "muito gostoso" como pessoa? Estas perguntas são para serem pensadas... Na próxima semana estarei escrevendo sobre minhas observações sobre estas questões. Aceito sugestões...

Beijos a todos

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: psicologia gordinhos simpatia fat family

Últimas