Perda da Liberdade

Perda da Liberdade

A obesidade é uma doença crônica. Quanto antes trata-la melhor. O fato é que enquanto jovens, as pessoas a ignoram por não lhes trazer grandes prejuízos, ou melhor, conseguem viver razoavelmente bem com as limitações que a mesma impõe.

Algumas crianças já esboçam a predisposição para a obesidade, seja genética, seja por comportamentos inadequados frente a alimentação ou pelo estilo de vida sedentário. A soma de alguns desses fatores é o que mais acontece.

A liberdade dessas pessoas é diminuída, mas mesmo assim ficam sempre adiando uma dieta de emagrecimento. A obesidade quando tratada o quanto antes, principalmente até os cinqüenta anos é mais eficaz, evita problemas cardíacos, diabetes, problemas de coluna e de articulações.

Se não tratada logo, com a idade após os sessenta anos terá realmente graves conseqüências. Quem lê esta matéria pode pensar que o importante é viver plenamente agora. Sim isso é verdade, mas com planos reais para o futuro.

Os anos passam tão rápido que mal conseguimos viver intensamente o presente. De repente estamos com a idade avançada e aí sim as doenças crônicas serão valorizadas e virá o arrependimento de não ter se cuidado antes. Só que será tarde.

Estas informações não valem apenas para a obesidade e sim para todas as doenças que aparecerem na juventude, na meia idade e podem se tornar crônicas. Elas precisam ser cuidadas com seriedade logo no início.

Quando damos o exemplo da obesidade é porque ela apresenta muitas complicações para os demais órgãos do corpo humano. E dela vem as complicações.

Sei que é difícil ir a uma festa e não comer o que quiser e o quanto quiser daquilo que gosta para diminuir o peso ou mantê-lo. A pessoa vê sua liberdade cerceada no momento. Os exageros do presente irão aparecer e complicar no futuro. É uma questão de escolha.

Principalmente os obesos, pensem nisso: compensa adiar o emagrecimento em detrimento da liberdade do futuro próximo?

Aguardo perguntas e sugestões.

Comente

Últimas