Quer emagrecer? Motive-se!

Programar as refeições e o treino ajuda a manter a rotina

Quer emagrecer Motivese

Não é nada fácil se engajar em uma dieta e levar um processo até o fim. Esse páreo fica ainda mais duro quando você luta contra o próprio cérebro. As pessoas que tentam emagrecer sentem grande dificuldade em manter o plano, mas trabalhar a força de vontade e a motivação pode ser o mapa do tesouro!

Por ser o alicerce principal de todas as ações, principalmente as mais difíceis, a motivação é vital para a mudança nos hábitos alimentares. Adriana de Araújo, psicóloga e autora dos livros "O Segredo Para Emagrecer" e "Emagreça Sem Medo", afirma: "É fundamental ter planejamento. A motivação vem como carro-chefe para dar sequência àquilo que foi pensado, planejado e avaliado como significativo para o emagrecimento saudável".

Família e amigos podem ser aliados ou inimigos dos seus novos planos, seja adaptando o cardápio da família inteira para deixar as opções mais saudáveis, seja insistindo em oferecer comidas fora da dieta e boicotando exercícios físicos. "A motivação deve ser interna. Se tiver pessoas que possam ajudar, ótimo; caso não, ainda assim o sucesso é possível", garante a psicóloga.

Porém, não custa avisar o pessoal que o bacon não será mais seu companheiro de todas as horas e que você adotou uma rotina mais saudável. Isso evita convites desnecessários e insistências ou surpresas desagradáveis. Tony Loureiro, presidente da Academia Mineira de Coaching, indica: "De uma forma transparente e aberta, demonstre a importância dessa nova etapa em sua vida".

Faça seu cérebro trabalhar a seu favor

Não é recomendado descartar todos os alimentos que você mais gosta de uma vez só, achando que isso se manterá para sempre. "O melhor é diminuir a quantidade do alimento que se quer evitar aos poucos até riscá-lo do cardápio. A mesma ideia vale para o treino físico: comece com a frequência que suporta, mesmo sendo apenas uma vez por semana, e depois vá aumentando. Afinal, uma longa jornada começa com um simples passo", recomenda Adriana.

Programe suas refeições e seu treino. Assuma (e cumpra!) um planejamento diário sobre tudo o que vai ser feito e procure sempre a orientação de profissionais qualificados. Com isso, não falamos apenas do personal trainer, mas de médicos, nutricionistas e psicólogos, já que todas essas áreas são trabalhadas no processo de reeducação física e alimentar.

"É natural que nesse processo as pessoas tenham recaídas, como uma pizza inesperada ou uma caixa de bombons. Mas, caso isso aconteça, não desista da mudança. Volte ao processo de perda de peso e evite as recaídas futuras!", aconselha Loureiro.

Não se trata apenas de frequência na academia, mas de todo um processo de reeducação mental. Não tenha vergonha de pedir auxílio à família para reinventar a rotina ou de profissionais para tratar de uma possível ansiedade que cause compulsão alimentar. Trabalhando todas as áreas, o emagrecimento vem atrelado a uma vida muito mais saudável.

Contatos:

Tony Loureiro - presidente da Academia Mineira de Coaching

Juliany Bernardo (MBPress)


Comente

Assuntos relacionados: motivação emagrecer

Últimas