Receita especial para a ceia de Natal: perdão

Receita especial para a ceia de Natal perdão

Perdão! Palavra tão pequenina, mas que envolve tantos sentimentos e no mínimo três situações:

  • pedir perdão;
  • perdoar ao outro;
  • perdoar a si mesmo.
  • Antes de continuar a ler este artigo, eu o convido para uma pequena reflexão dos momentos em que sua atitude machucou ou magoou alguém. Procure se colocar no lugar do outro e sentir a dor que ele sentiu. Você pediu perdão?

    Por que é tão difícil pedir perdão? O que muitas vezes torna difícil pedir perdão é assumir a culpa pelo que se fez. Como se fôssemos incapazes de errar. Realmente a palavra culpa é muito forte e nos faz sentir como alguém indigno, ruim, mas podemos começar substituir a culpa por responsabilidade. Podemos nos responsabilizar por nossos atos, reconhecer que erramos, sentir arrependimento pelo que fizemos e termos a humildade para demonstrarmos tudo isso.

    Precisamos desenvolver ainda a capacidade de nos colocarmos no lugar do outro e a sensibilidade para percebermos que machucamos. Nada fácil, não? Tudo pode começar com uma situação, um desentendimento, um fato. Ou seja, algo que magoou profundamente alguém. Pode ser uma palavra, um tapa, um gesto, uma atitude, uma traição, uma tragédia. Fez com que o outro se sentisse humilhado, ressentido, ignorado, traído, decepcionado.

    A culpa por si só pode trazer conseqüências para a própria pessoa. A culpa gera autopunição, que pode se dar de diversas maneiras: bebendo, fumando, adoecendo, comendo. Tudo em excesso, numa tentativa inconsciente de "pagar" pelo que fez. É importante lembrar que todo esse processo acontece de forma inconsciente. A pessoa não tem consciência, por exemplo, que está comendo muito para se punir de algo que fez. Sempre que houver autopunição, há uma culpa anterior.

    Para evitar chegar nisso é preciso fazer uma análise profunda do acontecimento, perceber que poderia ter agido de maneira diferente, sentir arrependimento, desejar principalmente que a relação se mantenha e demonstrar - e verbalizar - tudo isso pedindo perdão. Pedir perdão demonstra sinceridade, verdade, alguém que se responsabiliza por seus atos e que deseja mudar.

    Mas o que nos leva a machucar as pessoas mais próximas e as que amamos? Pode demonstrar uma pessoa que já foi muito machucada e como defesa acaba por machucar. Soma-se a isso o ritmo frenético em que vivemos, ao estresse pelo acúmulo de funções, de encargos, de informações, às inúmeras frustrações e insatisfações que acabamos por sentir diariamente, mais a ansiedade. Como resultado, ficamos mais suscetíveis, irritados e, alguns, mais agressivos. Isso acontece por que as pessoas estão sempre distantes dos próprios sentimentos, comportamentos e não percebem como estão agindo, o que estão sentindo e acabam por machucar.

    A única coisa a fazer nessa situação é ser claro quanto aos seus sentimentos e expressá-los numa pequena frase: "você me perdoa?" Na próxima semana falarei sobre as duas outras situações: perdoar ao outro e perdoar a si mesmo.

    Comente

    Últimas