Técnicas de respiração

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Aprenda a relaxar com exercícios simples

Técnicas de respiração

Para controlar as emoções, uma das técnicas é inspirar e expirar várias vezes de maneira pausada. Parece algo óbvio, mas esse exercício super simples é uma ótima forma de relaxar. E por não nos darmos conta disso usamos apenas um quarto da nossa capacidade pulmonar. O resto desperdiçamos sem conhecer os benefícios de uma respiração melhor.

"Só o fato de voltarmos a nossa atenção para a própria respiração já nos traz benefícios fisiológicos e aumenta o volume de ar respirado. Além disso, a respiração é uma fonte de captação do oxigênio, elemento fundamental para a produção de energia", explica Roberta Rubaudo, proprietária do Maha Studio do Corpo.

Uma boa respiração também acalma, relaxa, melhora o funcionamento do intestino, a circulação sanguínea, a memória, a concentração, ajuda a combater os radicais livres, regenerando as células e a estimular a energia vital, desintoxicando e curando o corpo.

Roberta completa a lista de benefícios: "Também ajuda em estados de pânico e ansiedade e suaviza as dores do parto. E pasmem: experimente fazer exercícios respiratórios quando estiver com fome. Essa vontade vai sumir, confirmando mais uma vez que a respiração alimenta nosso corpo!"

Como respirar corretamente

Roberta orienta: observe um recém-nascido respirando: quando o ar entra nos pulmões a barriga cresce, quando o ar sai a barriga murcha, em um ritmo só, de vai e vem, demonstrando que está sendo usado o diafragma, músculo próprio para empurrar o ar para dentro ou para fora e, assim, ter uma respiração adequada.

"Infelizmente o homem vai perdendo a capacidade de respirar corretamente, devido ao estresse, medos, insegurança, tensão e emoções em geral, baseadas nas pressões do dia a dia", afirma.

Um teste pode ajudar você a saber se tem uma boa ou má respiração: experimente fazer respirações lentas e profundas, enchendo o pulmão de ar (inspirando), segurando o ar pela metade do tempo (retendo) e soltando o ar ao máximo (expirando) no mesmo tempo em que inspirou. Faça 10 vezes seguidas lentamente, sempre enchendo e esvaziando ao máximo. Se sentir tontura, escurecimento de vista ou qualquer outro desconforto é porque sua respiração e seu corpo perderam a capacidade de receber essa quantidade de oxigênio.

A proprietária do Maha Studio do Corpo separou para o Maisequilíbrio quatro exercícios de respiração. Confira:

Exercício 1: respiração abdominal

Deite-se ou fique em uma posição confortável. Inspire lentamente pelo nariz, segure o ar por 5 segundos e solte devagar pela boca todo o ar existente em seus pulmões. Ao inspirar eleve seu abdômen para cima. E ao expirar faça o movimento contrário. Faça de 6 a 10 repetições, 2 a 3 sessões por dia.

Exercício 2: respiração alternada

Essa técnica é um Pranayama muito usado em aulas de yoga. Sente-se com a coluna ereta e os ombros relaxados. Utilize o dedo indicador para pressionar uma das narinas, obstruindo a entrada de ar e deixando a outra livre. Expire lenta e profundamente pelas duas narinas. Inspire silenciosamente pela narina esquerda, tapando a narina direita. Retenha o ar por 1 ou 2 segundos e expire lentamente pela narina direita. Quando os pulmões estiverem vazios, inspire imediatamente pela narina direita. Retenha o ar 1 ou 2 segundos e expire pela narina esquerda, lenta e silenciosamente. E assim sucessivamente.

Exercício 3: relaxamento rápido

Sente-se numa cadeira, na posição correta, para conseguir fazer o exercício de forma eficaz. Inspire e expire lenta e profundamente - isto pode ajudá-lo no processo de relaxamento. Solte e balance os braços e ombros. Deixe o maxilar e os músculos descansarem e solte os pés e tente relaxar as pernas. Esse exercício não ocupa muito tempo e irá ajudá-lo a descomprimir o excesso de tensão e a sentir-se revigorado e mais disposto.

Exercício 4: relaxamento do pescoço e ombros

Faça esses movimentos conciliando inspiração quando estiver com a cabeça para cima e expiração quando estiver com a cabeça para baixo. Desenhe os números 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 0 no ar com o nariz. Desenhe cada número e faça movimentos lentos. Tenha cuidado para não puxar pelos músculos tensos.

Juliana Falcão (MBPress)


  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Últimas